Aluno rio-clarense fala sobre a tragédia ocorrida em universidade dos EUA

92

Favari Filho

Prédio da instituição de ensino em Cleveland, no estado do Mississippi, em que foi assassinado o professor de História Ethan Schmidt
Prédio da instituição de ensino em Cleveland, no estado do Mississippi, em que foi assassinado o professor de História Ethan Schmidt

Um professor da Universidade Delta State, em Cleveland, no estado do Mississippi, foi morto na última segunda-feira (14). As suspeitas do assassinato de Ethan Schmidt, que lecionava História, incidem sobre outro educador do campus, o professor de geografia Shannon Lamb. O caso foi manchete em todos os jornais do mundo. O Jornal Cidade conversou com Brunno Freitas, que cursa Engenharia Civil na instituição de ensino americana desde agosto de 2014.

O rio-clarense que frequenta em Delta State o sophomore year – equivalente ao terceiro semestre no Brasil – discorreu sobre as horas de desespero e angústia vividas dentro da universidade. “A pior parte foi quando o incidente aconteceu e os alunos foram colocados em lockdown [em confinamento]; foram horas de tensão até que os policiais revistassem todos os prédios e liberassem os alunos classe por classe.”

O rio-clarense Brunno Freitas cursa Engenharia Civil na Delta State desde 2014 e estava no campus
O rio-clarense Brunno Freitas cursa Engenharia Civil na Delta State desde 2014 e estava no campus

Brunno revelou também que teve aulas com o professor Lamb, suspeito do homicídio, durante o primeiro semestre e nunca imaginou que pudesse ser capaz de algo do tipo. “Era uma pessoa sensata, mas, infelizmente, por algum motivo que ninguém sabe ainda, o professor surtou e fez tudo aquilo.” Para classificar a qualidade de ambos os professores, o universitário usa apenas uma palavra: “Gênios”.

Contudo, sobre o motivo o rio-clarense informou que ainda há informações desencontradas, mas que existem duas linhas de investigação. “O que falam é que pode ser crime passional ou uma disputa de uma oportunidade de cargo maior na universidade. É o que comentam por aqui até o momento.” Quanto ao clima vivido pelos alunos pós-tragédia, Brunno desabafou. “O clima aqui está bastante estranho, as aulas foram canceladas e a cidade está totalmente parada; muitos alunos chateados.”

O CASO

O professor assassinado tinha aproximadamente 50 anos e foi atingido por dois disparos quando trabalhava em seu escritório da universidade. A imprensa americana publicou fotos pessoais em que Schmidt é visto ao lado de Lamb e em um ambiente descontraído; também foi reportado que Schmidt incluiu Lamb na lista de agradecimentos em um de seus livros. Uma mulher de 41 anos também foi encontrada morta; seu nome é Amy Prentiss e vivia com Lamb.

A Universidade Delta State conta com aproximadamente três mil e quinhentos estudantes e está situada em Cleveland, próxima à divisa entre Mississippi e Arkansas. Assim que ocorreu o fatídico incidente, o campus foi completamente fechado e todas as aulas suspensas durante o restante do dia, bem como os planos de comemoração do 90º aniversário da instituição, que estava marcada para acontecer na terça-feira (15).

Qual sua opinião? Deixe um comentário: