Leitora encaminhou ao JC foto da coloração da água (marrom) na máquina de lavar roupas

Carine Corrêa

Leitora encaminhou ao JC foto da coloração da água (marrom) na máquina de lavar roupas
Leitora encaminhou ao JC foto da coloração da água (marrom) na máquina de lavar roupas

No último dia 28, o Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) de Rio Claro comunicou que um serviço na Estação de Tratamento de Água localizada na estrada municipal que liga Rio Claro ao Distrito de Ajapi afetaria o abastecimento de água em vários bairros do município no domingo (31).

Embora a água tenha voltado, e o serviço tenha sido comunicado, alguns munícipes reclamaram da demora para normalização do abastecimento. É o caso da leitora que encaminhou uma reclamação via WhatsApp da Redação do JC (99942-4100).

A mulher, que não se identificou, contou a realidade dos munícipes no bairro Paineiras durante o domingo. “A água voltou, mas não dá nem pra lavar a roupa. Tive que comprar água pra beber. A água foi voltar no meu bairro por volta da meia-noite”, disse. A leitora se queixou de que na tarde dessa segunda-feira (1º) a água ainda estava com um tom escuro.

O que aconteceu?

A reportagem do JC procurou a autarquia que, via assessoria de imprensa, justificou que em virtude da demanda houve uma demora na normalização do abastecimento. “Para executar a manutenção elétrica e a substituição dos disjuntores na cabine central da Estação de Tratamento, foi necessária a intervenção na rede de energia elétrica da estação. O serviço completo se estendeu até o início da noite de domingo (31), em seguida a energia foi religada, acionando motores e bombas. O abastecimento foi sendo normalizado de forma gradativa. Devido ao forte calor, ocorreu uma demanda maior, provocando a demora na chegada da água até alguns bairros mais distantes. A ETA 2 é responsável por 60% da água consumida no município e sua fonte de captação é o Rio Corumbataí”, diz a autarquia.

E a água ‘marrom’?

O Daae explicou que “a despressurizarão das redes de distribuição de água provoca alterações pontuais na coloração da água”. Se a alteração na coloração da água persistir, o munícipe deve entrar em contato com o Daae pelo telefone 3531-5200 (opção 1).

Setorização

Sobre o processo de setorização do sistema hidráulico do município, a autarquia finaliza dizendo apenas que está em andamento, que as obras de ampliação do sistema estão sendo finalizadas.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia: