Adolescentes devem tomar vacina contra o vírus HPV

63

Ednéia Silva

Adolescente toma vacina contra HPV em campanha nacional (foto Alessandro Potter/ABr)
Adolescente toma vacina contra HPV em campanha nacional (foto Alessandro Potter/ABr)

Desde o ano passado, a vacina contra o vírus do papiloma humano (HPV), usada na prevenção de câncer de colo do útero, foi incluída no calendário de rotina de vacinação da rede pública de saúde. A vacina deve ser tomada por meninas de 11 a 13 anos. Neste ano, o Ministério da Saúde pretende ampliar a faixa etária para adolescentes de 9 a 11 anos e em 2016 para garotas de 9 anos.

A Vigilância Epidemiológica de Rio Claro comenta que a vacinação continua sendo realizada normalmente nas unidades de saúde do município. A imunização começou no dia 10 de setembro na cidade com a primeira fase da campanha para meninas de 11 a 13 anos. Na primeira etapa foram vacinadas mais de quatro mil meninas.

As adolescentes desse grupo que ainda não tomaram a segunda dose da vacina contra o HPV devem procurar as unidades de saúde. Até o final de novembro, Rio Claro tinha imunizado apenas 44,6% das meninas na segunda fase, frente a 61,9% no estado e 50% no país.

As adolescentes que completarem 11 anos também devem tomar a vacina. Para isso, basta comparecer a uma unidade de saúde com a carteira de vacinas. A segunda dose deve ser tomada seis meses após a aplicação da primeira. A VE ressalta que a aplicação da segunda dose é fundamental para garantir a imunização contra o vírus por cinco anos. Já a terceira dose, que funciona como um reforço, deve ser tomada cinco anos após a primeira dose.

Segundo o Ministério da Saúde, a vacina contra o HPV previne a transmissão do vírus causador do câncer do colo do útero, contraído por relações sexuais, contato direto com peles ou mucosas infectadas e no momento do parto. O órgão ressalta ainda que a vacina protege, em até 98,8%, contra quatro subtipos do HPV, sendo que dois deles são responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer de colo de útero em todo o mundo. A meta é vacinar 80% do público-alvo.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: