Academias discutem melhorias no Centro Cultural

228

Divulgação

A prefeitura de Rio Claro se reuniu nesta segunda-feira (6) com representantes das academias e escolas de dança que utilizam o Centro Cultural “Roberto Palmari” para festivais e outras apresentações culturais. O encontro teve como objetivo estabelecer um diálogo com as academias e discutir maneiras de resolver alguns dos problemas que afetam o teatro e outras dependências do Centro Cultural.

O vereador André Godoy, presidente da Câmara Municipal, que participou da reunião representando o Legislativo, observou que a reforma do Centro Cultural demanda um alto investimento e que o município não dispõe dos recursos necessários. No entanto, segundo ele, algumas providências precisam ser tomadas para melhorar o espaço aos usuários e a comunidade. “Não dá para fazer tudo, mas algo pode ser feito para que as pessoas usem o espaço com dignidade”, disse.

A secretária municipal de Cultura, Daniela Martinez Figueiredo Ferraz, ressaltou que desde o primeiro momento o prefeito João Teixeira Júnior, o Juninho da Padaria, determinou medidas para que o Centro Cultural passe a reunir melhores condições de acolhimento aos artistas e público. Daniela Ferraz informou algumas providências já tomadas neste sentido, como a limpeza da área externa e dos camarins. Uma cozinha que estava desativada foi reformada por meio de parceria com a iniciativa privada. Daniela pretende utilizar novas parcerias para reformar os camarins. A secretária lembrou que para fazer intervenções maiores, a prefeitura precisa ter a escritura da área e conseguir a regularização é uma das metas da secretaria de Cultura. “A administração está atenta às demandas dos usuários e vamos trabalhar para tentar resolver os problemas”, comentou.

Os representantes das academias apontaram os principais problemas enfrentados para a produção de espetáculos, como falta de profissionais técnicos e de segurança em dias de evento. A presidente da Associação Rio-clarense das Academias de Dança (Arad), Josmari Tomazzella, destacou a disposição da nova gestão em abrir espaço para o diálogo com as academias, fato que não vinha acontecendo nos últimos anos. Ela reivindicou melhorias para o teatro, único espaço público disponível no município para receber os festivais que são muito importantes para os alunos e pessoas envolvidas e também para a cidade.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: