Nova quadra do Felipão está concluída

197

O novo piso do Ginásio Felipe Karam, adquirido pela prefeitura este ano em um investimento de R$ 270 mil, foi concluído nesta semana. O novo piso, do tipo “flutuante”, já recebeu pintura em verniz e a demarcação das linhas para as disputas de basquete e vôlei.

Nesta semana o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, e o secretário municipal de Esportes e Turismo, Ronald Penteado, visitaram o ginásio. “Estamos cuidando de um dos grandes patrimônios do esporte rio-clarense, que faz parte da história de gerações de amantes do esporte e agora está ganhando uma quadra moderna, de qualidade, como o ‘Felipão’ merece”, comenta Juninho.

Com o piso já pronto, falta muito pouco para a nova quadra ser concluída. O próximo passo é instalar as grades de proteção no fundo da quadra, que já ganhou espaço exclusivo para cadeirantes acompanharem as partidas com maior comodidade. “Além disso, há uma série de melhorias que faremos no ginásio de esportes como um todo, entre elas, no sistema de iluminação”, antecipa o secretário de Esportes.

A nova quadra substitui a que havia sido emprestada ao Ginásio de Esportes e é desmontável, com o chamado “piso flutuante”. A principal característica desse modelo é um sistema de amortecedores que diminui o impacto nas articulações de joelhos e tornozelos dos atletas, reduzindo o risco de contusões mais graves.

Retorno

Com a conclusão do novo piso, aumenta ainda mais a expectativa pelo anúncio da volta do Rio Claro Basquete. De acordo com informações de pessoas envolvidas nas negociações, o retorno deve ser confirmado na segunda quinzena deste mês.

Um patrocinador “máster” do ramo alimentício e outros três apoiadores já estariam certos para arcar com os custos do time, que não terá apoio dos cofres públicos. O Rio Claro Basquete retornaria às quadras na Liga Ouro em fevereiro de 2019, competição que dá acesso ao Novo Basquete Brasil. Dirigentes do Rio Claro Basquete participaram nos últimos meses de reuniões com os organizadores da competição.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: