O prefeito eleito Juninho da Padaria, do Democratas, ao lado do vice-prefeito eleito coronel Marco Antonio Bellagamba, do PTB

Antonio Archangelo

O prefeito eleito Juninho da Padaria, do Democratas, ao lado do vice-prefeito eleito coronel Marco Antonio Bellagamba, do PTB
O prefeito eleito Juninho da Padaria, do Democratas, ao lado do vice-prefeito eleito coronel Marco Antonio Bellagamba, do PTB

Em entrevista à Rádio Excelsior Jovem Pan News, na manhã de segunda-feira, 3, o prefeito eleito Juninho da Padaria (DEM) anunciou que os R$ 4 milhões em recursos públicos que seriam investidos no Carnaval 2017 serão aplicados na Saúde.

Segundo ele, a ideia é que o evento popular aconteça normalmente, mas com recursos privados. “Os quatro milhões para o Carnaval investiremos na Saúde. Vamos ter Carnaval com dinheiro privado, este é o compromisso com a cidade. Em campanha defendíamos, e como prefeito iremos fazer este compromisso”, citou o democrata durante a entrevista concedida à âncora do Jornal da Manhã, Carla Hummel.

“Não escondemos nosso posicionamento, tivemos coragem sobre este posicionamento. Sempre lutei pela questão de Saúde. É óbvio que não vou gastar R$ 500 mil de balão e deixar o PA do Cervezão na situação em que está”, criticou o prefeito eleito com mais de 50 mil votos válidos. “Daremos prioridade, e a Saúde será a menina dos meus olhos. Vou querer fazer trabalho de base, lá nos postinhos para que tenha médico, remédio… A nossa farmacinha para funcionar aos finais de semana vai virar realidade. Nós temos o AME, vamos fazer um sistema interligado. Vamos abrir a caixa-preta da Central de distribuição”, comentou.

Em 2012, o investimento total do município nos eventos realizados dentro do calendário carnavalesco deste ano foi de R$ 664.579,15. Nesse valor estão incluídas as despesas da prefeitura com fornecedores, R$ 430.681,55, e com o repasse para a Uesca – União das Escolas de Samba da Cidade Azul – R$ 253.500,00.

Em 2011, na administração, as despesas totais atingiram R$ 1.025.141,15. Com receita de R$ 165.210,00 da venda de ingressos.

Em 2010, a prestação aconteceu na primeira quinzena de julho, quando a prefeitura divulgou os gastos de R$ 509 mil para a realização do evento. Naquele ano, o valor do patrocínio foi de R$ 237.500,00, sendo destinados R$ 179.200,00 para as escolas de samba e blocos e R$ 42.500,00 para a instalação das arquibancadas.

R$ 4 MILHÕES

“Os quatro milhões para o Carnaval investiremos na Saúde. Vamos ter Carnaval com dinheiro privado, este é o compromisso com a cidade. Em campanha defendíamos, e como prefeito iremos fazer este compromisso (…). Sempre lutei pela questão de saúde. É óbvio que não vou gastar R$ 500 mil de balão e deixar o PA do Cervezão na situação em que está”, disse o prefeito eleito durante entrevista na JP News.

Mais em Notícias: