#VÍDEO: Empresa se sensibiliza com história de rio-clarense e doa prótese

1719

A história de um homem de 41 anos, desempregado, pai de duas crianças (uma menina de cinco e um menino de 10 anos), morador do bairro Novo Jardim Wenzel, que sofreu um acidente de trabalho há 15 anos, vindo a perder parte da perna esquerda, foi assunto durante essa última semana em Rio Claro.

Tudo começou com uma mensagem enviada nas redes sociais do Jornal Cidade. A remetente era Fabiana Firmino Dias, que pedia ajuda para o irmão Fábio, que estava com depressão, após a prótese que usava em uma das pernas ter se quebrado ao meio. No texto ela explicava que ele não tinha dinheiro para comprar uma nova, já que recebia apenas R$ 780,00 por mês e que a empresa, que deveria ter pago a indenização pelo acidente de trabalho, fechou as portas sem ter feito nenhum ressarcimento.

Diante do relato veio a decisão de trazer o assunto para o leitor do JC e quem sabe criar uma corrente do bem para ajudar Fábio a retomar a vida e realizar dois sonhos: voltar a andar e conseguir um emprego. A publicação saiu na edição de 5 de setembro, última quinta-feira, no jornal impresso e, no mesmo dia, também nas redes sociais.

Bastaram algumas horas para a trajetória de Fábio chegar até Eduardo Andrade, especialista em prótese e órtese da empresa Osteomed em Rio Claro. Sensibilizado, conversou com os sócios e proprietários Nidersani Ragonha e Wilson Sakamoto além do gerente de projetos Thiago Patrício de Oliveira que não pensaram duas vezes e resolveram abraçar a causa.

“A Osteomed foi fundada em 1995 e é especializada na fabricação de produtos para a saúde com foco na segurança e eficácia, da concepção à finalidade, buscando garantir a melhoria na qualidade de vida dos pacientes. Já tínhamos um trabalho grande em coluna e agora expandimos nossas atividades para áreas de craniomaxilofacial, produtos customizados e também próteses externas que são próteses para amputados. Esse segmento tem nos trazido uma grande alegria, pois tem permitido exercer esse trabalho social que também é uma preocupação da empresa”, afirmou o gerente de projetos Thiago Patrício de Oliveira.

Visita à empresa

Na manhã da última sexta-feira (6), Fábio foi convidado a ir até a Osteomed para dar início ao processo para a fabricação de uma nova prótese. Era visível a alegria que ele não fez questão de esconder. Otimista e com um sorriso no rosto, o tempo inteiro fez inúmeros agradecimentos: “Eu não imaginava viver tudo isso. Esse é o melhor presente que eu ganhei depois dos meus filhos. Agradeço a cada um que direta ou indiretamente fez esse meu sonho virar realidade”, disse, emocionado.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: