Veja principais atrações da Virada Cultural Paulista em Piracicaba

49

Divulgação 

O veterano Guilherme Arantes é uma das atrações do município vizinho (Pedro Matallo / Divulgação)
O veterano Guilherme Arantes é uma das atrações do município vizinho (Pedro Matallo / Divulgação)

A mistura de estilos é a marca da programação musical da Virada Cultural Paulista em Piracicaba, uma realização do Governo do Estado de São Paulo em parceria com a prefeitura e com o Sesc.

O evento conta com grandes nomes da música popular brasileira, como a banda Nação Zumbi e o cantor e compositor Guilherme Arantes, e também traz a banda O Terno, Flávia Bittencourt, e muito mais em atrações para todos os públicos, nos dias 24 e 25 de maio. Em breve, a Secretaria de Estado da Cultura divulgará a programação completa da Virada, que contará, também, com espetáculos de teatro, dança, circo e muito mais – tudo de graça!

A banda pernambucana Nação Zumbi está de volta e se apresenta em Piracicaba no sábado às 0h, com show que traz uma mistura de rock e maracatu. Formada em Recife há 15 anos, toca seus maiores sucessos como “Quando a maré encher”, “Bossa nostra”, “Rios, pontes e overdrives”, “Manguetown”, “A praieira”, “Da lama ao caos” entre outros.

O rock retrô da banda O Terno pretende encantar o público. O trio formado pelo vocalista e guitarrista Tim Bernardes, o baixista Guilherme Peixe e o baterista Victor Chaves iniciou a carreira, em 2006, tocando versões de bandas e artistas da década de 1960, como Os Mutantes e Caetano Veloso, além dos britânicos Beatles e The Kinks. A influência desses músicos é perceptível no estilo das canções de seu álbum, “66”, que traz 12 faixas com títulos como “Eu Tomei Coca, Você Encheu a Cara”, “Morto”, “Eu não Preciso de Ninguém” e “Modão de Pinheiros”.

Músico e compositor que emocionou gerações de fãs e gravado por dezenas de artistas, Guilherme Arantes apresenta sucessos do seu novo trabalho, “Condição Humana”, que traz as músicas “Tudo que eu só fiz por você”, “Castelo do reino”, “Cruzeiro do Sul” e “Olhar estrangeiro”. O repertório conta ainda com clássicos “Meu mundo e nada mais”, “Amanhã”, “Cheia de charme” e “Planeta Água”.

A cantora e compositora brasileira Flávia Bittencourt, nascida em São Luís, no Maranhão, apresenta canções do seu primeiro trabalho, intitulado “Sentido” que mescla a cultura popular, o pop, músicas nordestinas e composições próprias. O repertório do show inclui algumas músicas autorais – “Vazio”, “Sentido” e “Pamonha” – e contempla outros compositores como Zeca Baleiro, Josias Sobrinho, Martinho da Vila, Chico Maranhão e Raimundo Macarra.

Vale lembrar ainda que, neste ano, a Virada acontece em 28 municípios e, pela primeira vez, em dois fins de semana: metade das cidades em 24 e 25 de maio, e outra metade em 31 de maio e 1º de junho. Com isso, a população pode aproveitar muito mais e curtir essa festa em mais de uma cidade.

Todas as apresentações a Virada Cultural Paulista são gratuitas. Porém, nos palcos internos, a entrada é limitada à capacidade dos teatros. A distribuição de ingressos será realizada pelas prefeituras de cada município participante.

SÁBADO | 24 de maio

21h00 – Fusile
22h30 – Grooveria
0h00 – Nação Zumbi

DOMINGO | 25 de maio

15h30 – Flávia Bittencourt (No Movimento)
17h00 – O Terno
18h30 – Guilherme Arantes (Condição Humana)

Qual sua opinião? Deixe um comentário: