Os dois criminosos que foram mortos em confronto com o Baep (Batalhão da Polícia Militar do Estado de São Paulo) nesta sexta-feira (16), em Limeira, foram identificados pela Polícia Civil: Mateus Venâncio Correia, de 23 anos, e Fabrício da Silva Venâncio, de 22 anos. Eles participaram do latrocínio que tirou a vida do professor Jorge Almeida na manhã de hoje.

A Polícia  Civil informou que quem disparou contra o professor foi Mateus e que Fabrício não teve participação direta no latrocínio. No entanto, estava na casa que foi invadida pelo Baep no bairro Geada e estaria dando cobertura.

Ainda segundo a polícia, os agentes foram recebidos a tiros. Um terceiro envolvido, Pedro Henrique Montezini, que participou da ação criminosa no Jardim Nova Itália, está foragido.

O proprietário da motocicleta usada por Mateus e Pedro Henrique durante a ação também foi identificado pela Polícia Civil como Vinícius Fernando de Souza, de 24 anos. Ele teria emprestado o veículo para os autores do latrocínio, mas disse que não sabia para que eles usariam a moto.

Entenda o caso 

Um professor morreu baleado durante uma tentativa de roubo a um veículo em Limeira. Durante o ato, outras duas pessoas ficaram feridas. O motorista de outro carro que o criminoso tentou levar e um ciclista, que foi atropelado por um dos veículos.

Segundo informações da Polícia  Militar, a sequência de ações dos criminosos começou no Belinha Ometto, por volta de 6h. Dois criminosos roubaram uma moto e usaram o veículo para assaltar uma autoescola. De lá eles levaram aproximadamente R$ 1 mil  e duas pulseiras, além de um cordão de ouro de duas pessoas que estavam no local.

A moto, durante a fuga, teve problemas mecânicos. Com isso, os criminosos começaram a tentar render os motoristas para fugir com o veículo. A primeira tentativa foi na Rua Fernando Malaman, no Jardim Santa Luiza – em que um dos suspeitos tentou roubar uma mulher que dirigia um carro.

O homem então seguiu para a Rua Pedro Zaccaria, paralela à Fernando Malaman, e tentou roubar um carro que passava pela rua, disparando contra o motorista. O tiro atingiu a perna da vítima, que conseguiu fugir.

Na rotatória da via, o criminoso tentou render o motorista de outro veículo, um professor que levava o filho para a escola onde ele trabalha. A vítima acelerou o carro para tentar fugir e o criminoso, então, disparou contra o veículo.

De acordo com a polícia, foram feitos quatro disparos, e ao menos um deles atingiu o vidro da frente do carro e o professor. Ao ser baleado, o motorista perdeu o controle do veículo, atravessou o canteiro central da rua e atropelou um ciclista, antes de atingir o muro de uma casa. O suspeito, então, conseguiu roubar outro carro e usou o veículo para fugir do local.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Covid faz mais duas vítimas fatais em Rio Claro

Fiocruz entrega mais vacinas que o previsto pela 3ª vez