Servidores municipais de Rio Claro terão que fazer recadastramento

1706

O governo de Rio Claro fará ampla atualização de dados dos servidores públicos municipais. Para isso, de 16 de abril a 15 de junho o município recadastrará todos os funcionários estatutários da prefeitura. O recadastramento vale para servidores ativos, inativos e pensionistas pagos pelo Instituto de Previdência Municipal de Rio Claro (IPRC), não incluindo os do Daae, Fundação de Saúde e Arquivo Público.

“As informações atualizadas são essenciais para o município organizar e modernizar o serviço público, dando mais eficiência e funcionalidade aos trabalhos”, explica o secretário municipal de Administração, Jean Scudeller. “Também são necessárias para ampliar a qualidade dos serviços previdenciários e atualizar os benefícios do servidor e sua família”, acrescenta.

O recadastramento, realizado por equipes da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), será obrigatório a todos os servidores efetivos, estatutários, que recebem pelo IPRC. Pensionistas também terão de fazer o recadastramento.

Os postos de recadastramento funcionarão de segunda a sexta-feira, no Paço Municipal e Núcleo Administrativo Municipal (NAM) (das 8 às 17 horas, sem intervalo para o almoço), e no Ginásio de Esportes Felipe Karan (das 8 às 13 e das 14 às 17 horas). Também foram montadas duas equipes volantes que atenderão principalmente as escolas municipais das 9 às 11h30 e das 12h30 às 17 horas.

Mais informações sobre o assunto poderão ser conseguidas pelos telefones 156 e 3522-1912 ou pelo site www.rioclaro.sp.gov.br.

Os servidores, no entanto, já podem se preparar e deixar à mão documentos originais que serão necessários para o recadastramento. Não é preciso levar xerox dos documentos, que são PIS/Pasep, RG, carteira de trabalho, título de eleitor, certificado de reservista ou de dispensa, CNH, certidão de casamento, certidão de nascimento de dependentes, certidão de efetivo exercício profissional, cópia do ato de concessão de benefício previdenciário, certidão de tempo de contribuição ou de serviço emitida pelo INSS ou órgão afim (se tiver), comprovante de escolaridade, cópia de ato ou portaria de nomeação e posse, último holerite, comprovante de residência atualizado (conta de água, luz ou telefone), atestado de invalidez ou incapacidade, quando for o caso, número do telefone celular e endereço eletrônico (email).

Qual sua opinião? Deixe um comentário: