SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Palmeiras confirmou na noite deste sábado (12), pelas redes sociais, a morte de Cristiano Oliveira, segurança do clube, por Covid-19. Oliveira foi o segundo funcionário do time a falecer pela doença causada pelo novo coronavírus neste sábado. Mais cedo, o podólogo Edson Silva teve o óbito confirmado pelo perfil da equipe. Em coletiva de imprensa após o empate por 1 a 1 no clássico contra o Corinthians, o técnico Abel Ferreira iniciou sua fala homenageando os dois trabalhadores e prestando condolências às famílias das vítimas.

“Gostaria que minhas primeiras palavras fossem para o Cris e para o Edson. Nós no futebol sempre arranjamos um jeito para encontrar uma solução mas pra morte não há jeito, infelizmente. A única coisa que sabemos que é certa”, disse Abel, e prosseguiu:
“Me custa muito que esses dois funcionários que sempre deram tudo para ajudar o clube e infelizmente, na data de hoje, faleceram. Um grande abraço e um abraço de sentimento a toda família, porque pra nós hoje é um dia muito triste porque perdemos dois grandes homens e dois grandes palmeirenses”.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Esportes:

Rio Claro Basquete perde para o Pinheiros

Handebol de Rio Claro fecha semestre com saldo positivo