Du Altimari em reunião na capital paulista

Divulgação

A prefeitura de Rio Claro encaminhou na sexta-feira (17) à Secretaria Estadual do Meio Ambiente, solicitação de recursos para ampliar o número de ecopontos no município, que conta atualmente com seis dessas unidades espalhadas pela cidade. O assunto foi tratado pelo prefeito Du Altimari durante audiência, em São Paulo, com a secretária Patrícia Iglecias, que acatou o pedido e vai estudar a viabilidade do pleito rio-clarense.

Altimari avaliou que o encontro teve resultados promissores. “Ela nos pareceu sensível às nossas reivindicações e estamos otimistas com a possibilidade de que o governo estadual libere recursos para darmos seguimento ao programa de ecopontos na cidade”, afirmou. Ao expor seus argumentos à secretária Patrícia, o prefeito relatou as intervenções desenvolvidas no município nos últimos anos em favor do meio ambiente e, consequentemente, também da elevação da qualidade de vida.

Du Altimari em reunião na capital paulista
Du Altimari em reunião na capital paulista

Na preleção que fez à secretária, Altimari referiu-se aos seis ecopontos existentes, que funcionam de segunda a sábado, inclusive nos feriados, integrados a um conjunto de ações que representam uma grande força auxiliar para manter a cidade limpa, junto com a coleta seletiva, que contempla hoje 100% da área urbana, e o Cata Bagulho, responsável pela coleta domiciliar de móveis e eletrônicos inservíveis, além de lâmpadas, restos de madeira, ferragens e outros materiais.

A exposição feita pelo prefeito, para enfatizar a necessidade de ampliação da rede de ecopontos em Rio Claro, incluiu informações sobre a recuperação de cursos d’água importantes, como o córrego da Servidão, Ribeirão Claro e córrego Lavapés, todos livres do despejo de esgotos. Altimari citou também a construção da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE), do Jardim Novo, que quando pronta dotará o município de 100% de coleta e tratamento de esgoto.