O Jornal Cidade foi procurado por uma comissão de pais de alunos que estudam na Escola Estadual José Fernandes, localizada no Distrito de Ajapi. Indignados, eles pedem o afastamento de um professor após os filhos chegarem em casa relatando situações de abuso dentro da sala de aula.

A pedido dos denunciantes, a identidade será preservada na reportagem, que apenas vai reproduzir os relatos.

“Sou mãe e tenho três filhos que estudam na escola. Um deles, o de 14 anos, está no 1º ano do Ensino Médio e ele chegou em casa incomodado com a situação que estava vendo na sala de aula. Me contou que o professor manda as meninas irem escrever na lousa e fica fazendo comentários, olhando para o corpo delas, dizendo que sente prazer, e que os meninos ele trata mal”, disse a mãe que, a partir disso, procurou outras mães para saber se elas estavam cientes da situação e descobriu que o pai de uma colega de sala do filho tinha registrado um boletim de ocorrência.

“Minha filha disse que ele se esfregou nela. Que a situação é perceptível a todos na sala e que inclusive algumas meninas já chegaram a sair da sala e abandonar a aula. Não pensei duas vezes e fomos registrar um boletim de ocorrência. Acontece que ele segue dando aulas e ninguém faz nada”, disse o pai de uma aluna.

Apuração dos fatos

A Diretoria Regional de Ensino de Limeira informou que tomou todas as providências quanto às denúncias apresentadas contra o professor. Uma apuração preliminar foi aberta e, se comprovada, serão aplicadas as penalidades pertinentes.

A nota ainda afirma que a Diretoria Regional de Ensino tem recebido e continua à disposição dos pais e responsáveis pelos alunos para quaisquer esclarecimentos.

Mais em Segurança:

Boletim policial deste sábado(4)

Quarentena: PM orienta sobre cuidados nas ruas