A data de hoje, 12 de outubro, Dia das Crianças, chega com uma festa a mais para o pequeno Miguel Rocha Costa. A previsão para o seu nascimento era ontem mas ele acabou vindo ao mundo no dia 17 de junho com apenas 23 semanas e cinco dias, pegando a mamãe Francieli, o papai Valdeílson e toda a família de surpresa.

“Eu estava tendo uma gravidez tranquila até que o meu marido testou positivo para a Covid-19. Gerou-se uma suspeita que também estivesse porque é a única explicação para o que aconteceu. Eu comecei em uma sexta-feira a sentir uma dor na barriga como se fosse uma cólica, procurei a Santa Casa e em um primeiro exame não deu nada que pudesse preocupar. Porém nos dias seguintes a dor começou a aumentar, passei a ter dilatação e os médicos pediram repouso absoluto. Ele fizeram o que podiam mas seis dias depois não houve mais como segurar a gravidez e o Miguel nasceu de parto normal pesando 640 gramas”, relembra a mãe.

Assim que o bebê nasceu, Francieli nem pôde ter muito contato com ele. Prematuro ao extremo, Miguel foi levado para a UTI, onde lutou bravamente para viver e ganhar peso: “Sem dúvida foi um milagre tudo o que aconteceu. Ele nasceu muito frágil, passou por vários procedimentos e eu acredito que se não fosse a minha fé, a fé da minha família e toda a equipe de profissionais da Santa Casa que cuidou dele, esse Dia das Crianças seria diferente”, afirma.

O bebê recebeu alta no dia 30 de setembro e de acordo com a mamãe se adaptou muito bem em casa: “Ele é super bonzinho, tranquilo e comilão! Ele já deu até uma engordadinha. Estamos muitos felizes e gratos por ter ele em casa neste primeiro de muitos Dias das Crianças”, celebrou a mãe.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Rio Claro teve 13 novos casos de Covid em 24 horas

Rio Claro vacinou na terça-feira 1.160 pessoas contra a Covid