O contribuinte trabalha até o dia 31 de maio somente para pagar os tributos. Na década de 70, eram necessários 76 dias

Antonio Archangelo/Coluna PolítiKa

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Rio Claro negou, nessa segunda-feira (1º), qualquer decisão precipitada em relação ao ponto facultativo nesta semana, devido ao feriado de Corpus Christi. As repartições públicas, de acordo com a nota, terão expediente normal após o citado feriado.

O impasse foi criado após as unidades escolares receberem informação de que o “ponto facultativo” teria sido suspenso a pedido do prefeito Du Altimari (PMDB), a rede municipal segue calendário próprio e a decisão teria causado mal-estar, já que todas as unidades já haviam elencado a semana do feriado de Corpus Christi com ponto facultativo na sexta-feira (5).

“Muitas professoras já haviam planejado viagens com familiares, sabendo deste feriado prolongado. O comunicado causou revolta e evidenciou falta de planejamento da administração municipal”, alegou uma professora que entrou em contado com a Coluna para evidenciar a situação.

Na nota enviada por sua assessoria, a prefeitura alega que “o expediente nas repartições públicas municipais de Rio Claro será normal na sexta-feira, dia 5”.

“Vale lembrar que não houve suspensão de ponto facultativo nessa sexta-feira, uma vez que não foi publicado nenhum decreto nesse sentido. Já as escolas municipais não terão aulas nessa sexta-feira, conforme prevê o calendário escolar deste ano.”

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.