Confira as informações do repórter Gilson Santullo direto do Plantão Policial:

Roubo na pista

A Polícia Civil de Rio Claro registrou uma ocorrência de roubo no início da tarde de quinta-feira (18), no trecho na SP-191 entre Rio Claro e Araras, no Km 79.

O caso teve duas vítimas, um motorista de 60 anos e um mestre de obras de 66, residentes em Araraquara.

Segundo as vítimas, eles fizeram entregas de condimentos alimentares em uma empresa e, na saída com caminhão na velocidade baixa foram abordados por dois indivíduos, um deles com máscara e arma de fogo, que surgiram de matagal e anunciaram o assalto.

Os criminosos levaram do motorista dois cartões de banco, uma aliança de ouro, um relógio de pulso e R$ 60,00. Da segunda vítima, roubaram cartão da Caixa Econômica Federal, cartão de Plano de Saúde e CIC.

Em seguida, os ladrões fugiram.

Furto de celular

Furto de aparelho celular foi registrado às 14h de quinta-feira ao lado de estabelecimento comercial na Rua 6, Jardim São Caetano, no Grande Cervezão.

Segundo a vítima, ao observar algumas mercadorias, ela deixou o celular na mesa, e depois constatou ação de furto.

Capturado no bairro

Um procurado de 29 anos, foi capturado pela Polícia Militar às 19h de quinta-feira no bairro São Miguel, região leste de Rio Claro.

O capturado tem mandado de prisão, regime semiaberto, por desobediência e desacato contra funcionários públicos, artigo 330 na Lei do Código Penal.

Roubo de mercadorias

Roubo de veículo e de mercadorias foi registrado às 15h30 de quinta-feira na Avenida 9-JP, Jardim Palmeiras, região sul de Rio Claro.

A vítima foi um motorista de 40 anos, entregador de produtos comercializados em redes sociais.

Segundo a vítima, ele fazia entregas quando foi abordado por dois homens, um deles com arma de fogo, que levaram mercadorias, brinquedos, calçados femininos e material hidráulico.

Caso de estupro

Caso de flagrante de estupro vulnerável foi registrado no final da tarde de quinta-feira na Avenida Brasil, Distrito Industrial de Rio Claro.

O acusado de abuso sexual contra a filha de 12 anos foi detido pela Polícia Civil.

A equipe da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) com apoio da Dise (Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes), através de cumprimento de prisão temporária, localizou o indiciado, que tinha passagens nos meios policiais, de roubo, tráfico de drogas e porte ilegal de arma.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Segurança:

Concluída 1ª etapa da obra na rotatória da Avenida 32

10º Baep realiza treinamento de ‘atirador designado’