Policiais militares ambiental apreenderam na manhã deste domingo (13) 22 aves silvestres mantidas em cativeiro (gaiolas) em uma residência no bairro Jardim Boa Vista. O morador foi multado em R$ 11 mil reais.

Segundo informações do boletim de ocorrência a equipe recebeu uma denúncia e compareceu ao referido local. Em contato com o proprietário da residência, o mesmo autorizou a entrada dos policiais e acompanhou a fiscalização.

Durante a vistoria foram encontrados 22 aves silvestres em cativeiro, no interior de 9 gaiolas, sendo os pássaros 3 Trinca Ferro Verdadeiro (Saltador similis), 1 Sabiá Parda (Turdus leucomelas), 1 Corrupião (Icterus jamacaii), 1 Pixoxó (Sporophila frontalis), 3 Azulão (Cyanoloxia brissonii), 2 Pássaro Preto (Molothrus bonariensis), 1 Canário da Terra Verdadeiro (Sicalis Flaveola), 7 Coleirinho (Sporophila Caerulescens) e 3 Bigodinho (Sporophila lineola).

Publicidade

Todas as aves estavam bem abrigadas com água e comida em abundância e sem sinais de maus tratos além de apresentar sinais de boa saúde.

Diante dos fatos foi elaborado em desfavor do dono da residência um auto de infração ambiental BOPAmb/AIA 20200909005399-1 com sanção de multa simples valorado em R$ 11000,00 (onze mil reais), com base no art. 25º, § 3, inc. III da resolução SMA 048/14, e artigo 29 parágrafo 1º, inciso III, da Lei Federal 9605/98, ficando o mesmo orientado quanto ao atendimento ambiental.

A aves sem anilhas foram libertadas em habitat natural no município de Rio Claro e as gaiolas foram destruídas.

Mais em Segurança: