O pintor de 55 anos que sofreu uma descarga elétrica de 13.800 volts ao encostar o cabo do rolo de pintura na rede primária de energia foi transferido para a Santa Casa de Limeira na Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ), referência na região em casos como o dele.

O acidente aconteceu na segunda-feira (26) quando a vítima pintava a fachada de um prédio em reformas na Avenida 14 no Centro. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros até o PSMI da Avenida 15. No meio da semana a Fundação Municipal de Saúde conseguiu uma vaga na Santa Casa de Rio Claro, porém o nome do pintor já estava na lista de prioridades do estado de São Paulo por uma vaga em um hospital especializado. Ele teve  60% do corpo queimado e está em estado grave desde o choque.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias:

Prefeitura recapeou trechos no São Miguel

Rio Claro vacina contra a Covid a partir das 7h30