Peça reúne mistério e diversão nesta sexta (17)

78

Estão abertas no mês de janeiro as inscrições para o curso regular de teatro da Associação Cultural Tempero D’Alma de Artes Cênicas. Fundada em 2000, desenvolve projetos de pesquisa na área de teatro, dança teatro, butoh e arte performática.

Mas antes do início das aulas, será apresentado um espetáculo de abertura, numa noite repleta de cultura, arte e ‘tempero’. Inspirada no texto original de Caio Fernando Abreu, o público poderá conferir a peça ‘A Comunidade do Arco-Íris’ nesta sexta-feira (17), às 20h, na sede da Cia, com preço único de R$ 10.

Na história, a Comunidade do Arco-Íris é um pacato recanto da natureza, cheio de harmonia e bem distante do Reino dos Homens, onde as fábricas e indústrias poluem os rios, as pessoas são apressadas, brigam e fazem guerras.

Mas a paz na Comunidade do Arco-Íris é ameaçada quando seus moradores – a Boneca, o Mágico e o Soldadinho – perdem seus pertences mais valiosos. Quem será que os roubou? A Bruxa de Pano ou algum intruso na comunidade? “Esse é um mistério divertido, uma criação coletiva inspirada no texto original de Caio Fernando Abreu”, reforça a diretora Luana Menezes, que traz no elenco Yasmin Alves, Maira Baumgratz, Pedro Menezes, Bruno Mellito, Beatriz Manoel e Giovana Seneme.

Para mais informações, ligue: (19) 3557-5245/ 98168-3304. Acompanhe as novidades pelo Instagram: ciatemperodalma. A Cia. está situada na Avenida Saburo Akamine, 376, Jardim São Paulo.

Cursos

O curso na modalidade Juvenil ocorre de segunda e quarta-feira, das 19h às 22h; e na modalidade Adulto, de terça e quinta-feira no mesmo horário, ambos na sede da Associação.

Além de professores especializados, conta com a presença de palestrantes convidados durante o primeiro semestre para falar sobre áreas e práticas vinculadas às artes cênicas.

As inscrições para o curso de artes cênicas podem ser feitas durante o mês de janeiro diretamente na Associação, das 14h às 22h. Após essa data, o processo será reaberto somente mediante a disponibilidade de vagas. Há, ainda, um programa de bolsas de estudo de 50% para alunas e alunos de baixa renda. É possível participar de uma aula experimental.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: