Morre segurança baleado no Jardim das Palmeiras

216

Carine Corrêa

Morreu na noite de domingo (4), às 20h30, o agente penitenciário Givalcir Mota Pereira, 39 anos, natural do Estado da Bahia e morador na Vila Santo Antônio em Rio Claro. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do hospital Santa Casa ao JC.

Givalcir estava internado no hospital desde o último dia 21, depois de ter sido baleado em um assalto que ocorreu em um bar no bairro Jardim Palmeiras. O crime aconteceu na noite do dia 20 de agosto. Três homens chegaram a pé no bar e um deles, armado, anunciou o assalto. Ao perceber que havia um homem armado dentro do bar, efetuou o disparo contra Givalcir.

Os homens, que usavam blusas de moletom que cobriam seus rostos, fugiram em direção à Estrada dos Costas, levando uma quantia aproximada de R$ 80. O agente trabalhava no CDP Vila Independência, na capital paulista, e estava em posse de uma pistola calibre 38.

A Polícia Civil foi questionada se o caso será registrado como latrocínio, mas não se manifestou até o fechamento desta edição.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: