Faleceu neste domingo (03) em Rio Claro o professor e taxidermista Antonio Corrêa Filho, aos 92 anos.

O velório acontece nesta manhã no Memorial Cidade Jardim (antigo Parque das Palmeiras) e o sepultamento está marcado para às 13h15 desta segunda-feira (04) no cemitério municipal São João Batista.

O professor deixa a viúva, Aparecida do Amaral Corrêa, os filhos Ana Maria (casada com Luiz Claudinei) e José Tadeu (casado com Márcia), além de três netos e quatro bisnetos.

Corrêa era considerado uma referência na taxidermia, técnica de preservação de animais mortos através do uso da palha. Seu livro, As Técnicas Modernas de Taxidermia já teve várias edições esgotadas e foi adotado até em outros países, como na Espanha.

Biólogo de formação, lecionou na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras em Rio Claro (atualmente, Unesp), na Esalq, na Unicamp e na Universidade de Brasília.

Relembre reportagem do JC sobre o trabalho de Corrêa na taxidermia:

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Alerta: homem morre vítima de Covid em Rio Claro

10º Baep realiza treinamento de ‘atirador designado’

Refis: emenda ‘bloqueia’ empresas por três anos