Bastaram poucas horas do fechamento do acesso localizado no km 183 da Rodovia Washington Luís, próximo ao pedágio, para os problemas começarem a aparecer. Os prejudicados foram moradores da área rural, bairro São Bento e outros que ficam nas imediações. A única alternativa que sobrou foi uma estrada de terra, em péssimas condições, principalmente quando chove, para que essas pessoas consigam sair da propriedade para chegar até outra localidade.

“Fui voltar para minha casa com minha esposa e filhos ontem e havia um caminhão atolado na única estrada disponível. Minha opção era pagar o pedágio e foi o que fiz. Porém me deparei com o guard-rail na entrada que dá acesso à minha propriedade. A concessionária tirou meu direito de ir e vir. Não só o meu, mas de muitas outras famílias. Não tenho helicóptero para pousar no quintal de casa. Isso é um abuso. Precisamos de um apoio da administração municipal, de vereadores. Não podemos ser isolados desta maneira”, disse Adrailton Santana.

A concessionária

A Eixo SP Concessionária de Rodovias informa que o fechamento dos acessos irregulares localizados nos km 183 + 200m e km 184 + 800m da SP-310 – Rodovia Washington Luís, ambos no sentido interior, se deu em virtude de cumprimento de ordem judicial, proferida nos autos do processo movido em face da concessionária. Na citada decisão, proferida pelo Tribunal de Justiça, houve o seguinte entendimento: “os acessos de que se está tratando são irregulares, pois não foram feitos com autorização do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de São Paulo – DER, da Desenvolvimento Rodoviário S/A – DERSA, tampouco da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo – ARTESP.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia: