Leitor denuncia acúmulo de materiais

103

Ednéia Silva

Lixo acumulado em frente a uma casa na Vila Martins. Foto foi enviada por leitor pelo WhatsApp da Redação (9.9942-4100)
Lixo acumulado em frente a uma casa na Vila Martins. Foto foi enviada por leitor pelo WhatsApp da Redação (9.9942-4100)

A Redação do Jornal Cidade recebeu pelo WhatsApp (9.9942-4100) uma queixa sobre um imóvel com acúmulo de lixo e diversos tipos de materiais na Vila Martins. O local gera mau cheiro e insetos que invadem as residências. Além disso, segundo a denúncia, há risco de focos de criadouros do mosquito da dengue, visto que o imóvel não possui telhado e pode acumular água parada da chuva.

O leitor que enviou a foto relata que vários incêndios já foram registrados no local. As ocorrências foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros e pela Defesa Civil. Porém, o problema não foi resolvido e o acúmulo de lixo continua. Ele cobra ação do poder público para resolver o problema.

Esse tipo de situação não é exclusiva da Vila Martins. Moradores de outros bairros também enfrentam problemas com os acumuladores e descarte irregular de lixo em terrenos, assunto que já foi tema de matérias no JC.

A Sepladema (Secretaria de Planejamento, Desenvolvimento e Meio Ambiente) informa que está elaborando um projeto de lei para ampliar o poder de ação da prefeitura em relação a imóveis abandonados e desocupados para a retirada de lixo. Esse projeto também inclui acumuladores.

De acordo com a pasta, “atualmente, com amparo de liminar obtida pela prefeitura, já é possível entrar em imóveis desabitados ou abandonados para efeito de combate à dengue. Uma dessas ações será desenvolvida na quinta-feira, 26, no Bairro do Estádio. Aquela região será objeto de nova campanha de orientação para coibir o descarte de móveis, entulho e outros tipos de lixo nas calçadas que circundam o cemitério”.

1 COMENTÁRIO

  1. Aqui próximo de casa também tem,mas o pior que há pessoas morando,cadê o vereador do bairro que tanto nos pediu voto?A família acumula lixo e moram com o lixo,fica no jardim centenário,na rua 1-A.Em frente a chácara Lima,dizem que são deles o terreno,mesmo assim,vamos correr o risco de ser picados pelo mosquito transmissor,e ainda mais; ratos que aparecem,disseram a vizinhança que uma pessoa da família que morava lá,morreu ano passado pela doença contraída pelo rato,pra piorar,tem deputado que passa em frente e não dá a mínima,cadê o pessoal da Habitação,assistente social,conselho tutelar?

Qual sua opinião? Deixe um comentário: