Lava-Jato: políticos locais comentam o impacto

135

Antonio Archangelo

Perplexos ficam, cada vez mais, os brasileiros com a divulgação de áudios de políticos com um discurso só: frear a temida Operação Lava-Jato. De senadores a ex-presidente da República, as conversas reservadas dos políticos tentam criar mecanismos para impedir a continuidade das investigações; de outro lado, o governo interino tenta reforçar o discurso de que não tenta barrar a operação. Mas, afinal, o que os políticos rio-clarenses acham desta situação?

Na imagem, uma das operações da Polícia Federal no âmbito da temida Operação Lava-Jato (foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil)
Na imagem, uma das operações da Polícia Federal no âmbito da temida Operação Lava-Jato (foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil)

O Jornal Cidade conversou com três partidos políticos instituídos na cidade, por meio de seus presidentes. Para o presidente do PHS – Partido Humanista da Solidariedade, Cantídio Turolla, o cenário é vergonhoso. “É uma vergonha no cenário político nacional. A população sente-se desamparada, pois aqueles que deveriam zelar pela aplicação do dinheiro público são, na prática, os que mais nos lesam. Infelizmente é reflexo do afastamento do cidadão de bem da vida política, seja do seu bairro, ou mesmo do seu país”, conclui o jovem.

Já o presidente do PTN – Partido Trabalhista Nacional, Davi Risteri, enaltece o trabalho da Polícia Federal e do Judiciário. “Acredito que sempre houve uma quantidade grande de políticos envolvidos em esquemas de corrupção. Agora há o trabalho espetacular que a Polícia Federal vem fazendo e colocando políticos na cadeia. A imprensa tendo um papel importante na divulgação. Estamos descobrindo, cada vez mais, quais são os políticos envolvidos nos esquemas de corrupção, assim abrindo o livro podre dos esquemas de desvio de dinheiro público a empresas privadas”, citou ao JC.

Do outro lado, o governista Luiz Curinga, presidente do Partido Comunista do Brasil, comenta que “as investigações da Lava-Jato devem continuar e apurar a fundo todos os envolvidos. Além de apurar, deve sim aplicar a lei e punir quem quer que seja. O que vemos nesse momento é que aqueles que incitaram o povo a ir às ruas, lutar contra a corrupção do PT, são os mesmos envolvidos”.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: