JP nos Bairros: condomínio sem conclusão preocupa moradores

77

Antonio Archangelo

Moradora observa mancha de sangue após queda de criança em área de reservatório no “Sebastiãozinho”
Moradora observa mancha de sangue após queda de criança em área de reservatório no “Sebastiãozinho”

A não conclusão dos condomínios habitacionais em Rio Claro tem gerado problemas para seus moradores. A viatura da JP nos Bairros esteve no ‘Sebastião dos Santos Lima”, bairro próximo ao Jardim Maria Cristina, por exemplo. Lá, a demora para o cercamento do reservatório de água do bairro foi cenário de acidente nessa semana.

Uma caixa que abriga o ladrão e encanamentos do reservatório foi deixada aberta. Com isso, uma criança de cinco anos caiu e teve que ser socorrida. De acordo com moradores, foram 35 pontos na cabeça da vítima. No local, foram entregues 200 moradias, mesmo sem a conclusão total do empreendimento. “Precisamos que a construtora faça o que está faltando. Me disseram que o reservatório só será repassado ao Daae após a sua conclusão. Até lá, a responsabilidade é da construtora”, disse a moradora Márcia.

Em nota, a prefeitura cita que “a responsabilidade pela qualidade das obras é da construtora contratada para executá-las, que também arca com os custos de eventuais reparos se comprovado que o problema não foi gerado pelo mutuário. A Caixa Econômica Federal tem autoridade para cobrar responsabilidades das empresas contratadas para as obras, e a Secretaria de Habitação também acompanha todo o desenrolar dessas situações”.

Sobre outros empreendimentos ainda não conclusos, a administração cita que “está ciente das queixas dos moradores” do residencial Jasmim, na Vila Cristina, e já notificou a construtora, responsável pelas obras, a Simétrica, elencando todos os problemas apontados pelos condôminos daquele residencial. O mesmo procedimento foi feito com a Caixa Econômica Federal, que também notificou a empresa sobre as reclamações, solicitando providências”.

“Os residenciais Jardim Boa Vista II, Bom Retiro e Sebastião dos Santos Lima, todos a cargo da RPS Construtora, deverão ser entregues ainda este ano. As calçadas, bem como os muros que separam as casas, são de responsabilidade do mutuário. A proteção do reservatório no Residencial Sebastião dos Santos Lima já foi feita”, alegou à Jovem Pan nos Bairros.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: