A falta de segurança no Terminal Rodoviário de Rio Claro é apontada como recorrente por comerciantes do local. De acordo com Danilo Barros, proprietário de um guichê de venda de passagens, seu estabelecimento foi alvo de furto na madrugada de sábado (12) para domingo (13). O de um companheiro de trabalho, localizado próximo, também foi invadido e furtado.

É possível ver claramente a ação do indivíduo através das câmeras instaladas por Barros na área interna do guichê. Ele força a entrada através do vidro, derruba diversos equipamentos e consegue acessar a parte interna do local, permanecendo por cerca de uma hora, buscando objetos de valor. Um boletim de ocorrência foi elaborado e o responsável pelo crime preso no dia seguinte. Alguns pertences foram recuperados.

Outros comércios, como a lanchonete, também já sofreram com tentativas de furto e na noite do desta terça-feira (15), ainda segundo Danilo Barros, indivíduos conseguiram acessar o estabelecimento e tentaram entrar novamente em seu guichê de vendas de passagens, mas não tiveram sucesso.

O comerciante, que está há três anos no local, reclama da falta de segurança e aponta a presença de muitos andarilhos.

“Antes era possível ver viaturas da Guarda Civil Municipal por aqui, mas não ficam mais, é difícil vermos policiamento. À noite a situação fica muito complicada, sem falar na questão dos andarilhos, os passageiros também acabam ficando com medos, são abordados constantemente”, comenta.

Questionada, a prefeitura de Rio Claro informou que a Secretaria Municipal de Segurança está reforçando o patrulhamento da Guarda Civil Municipal no terminal rodoviário. Além disso, quem observar pessoas em atitude suspeita pode acionar a GCM pela linha 153 ou a PM pelo número 190. Sobre andarilhos e pessoas em situação de rua, as equipes da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social fazem regularmente abordagens no local, oferecendo acolhimento ou encaminhamento à rede de serviços. A população pode acionar o Serviço Especializado em Abordagem Social (Seas) pelo telefone 3533-1298.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.