Feena: ocorrências de fogo já passam do dobro de 2018

174

O número de incêndios na Floresta Estadual Edmundo Navarro de Andrade em Rio Claro chegou ontem (16) ao dobro do registrado em todo o ano passado. Se de janeiro a dezembro de 2018 foram contabilizadas 10 ocorrências, em 2019 já são 20.

“A situação é preocupante, pois em todas as ocorrências temos indícios de que o fogo começou de maneira criminosa. Falta conscientização e principalmente respeito ao meio ambiente. Já são aproximadamente 25 hectares destruídos e o período de estiagem ainda não terminou”, afirmou Rodrigo Campanha, que é gestor da Floresta Estadual em Rio Claro.

Apoio da população

O trabalho em relação a incêndios está em constante evolução não só no Brasil, mas em todo o mundo. Em Rio Claro, o Programa de Combate e Prevenção de Incêndios Florestais ganhou corpo nos últimos anos: “No município unimos forças e temos parceiros como o Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Prefeitura Municipal, usinas de açúcar e álcool que reforçam nosso alicerce na luta para preservar a Floresta Estadual Edmundo Navarro de Andrade. Queremos agora, mais do que nunca, que a população também venha com a gente. Que sejam nossos olhos, que façam denúncias e que quem realiza a prática criminal de atear fogo que se conscientize da problemática ambiental que causa”, alerta o gestor.

Estiagem

Na Região Sudeste do Brasil, o período seco é registrado de abril a setembro e o chuvoso de outubro a março.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: