Uma família de Rio Claro busca ajuda para conseguir dar melhores condições de vida a uma mulher de 48 anos que sofre de obesidade mórbida.

Daniela Aparecida Pereira Alves, moradora do bairro Nova Rio Claro, pesa atualmente 250 quilos e há aproximadamente 10 dias não consegue mais andar e seu estado de saúde piorou bastante.

“No dia 21 o Corpo de Bombeiros foi até a residência para nos ajudar na remoção até a UPA porque ela estava com muitas dores. Ficou cinco dias internada e teve alta. Porém neste último fim de semana voltou para a UPA com dores nos rins. Ela segue se tratando, porém pode ter alta a qualquer momento e não sabemos como vamos fazer, pois com ela sem andar não temos condições nem estrutura para cuidar em casa e isso nos deixa muito tristes porque queríamos que ela vivesse com dignidade”, disse a irmã Fábia Pereira Alves, que chegou a procurar o Fundo Social de Solidariedade para pedir ajuda e foi informada que, por ser um caso novo, teriam que ver o que poderiam fazer e que depois disso não teve retorno, pois a prefeitura está sem atendimento presencial desde a última quinta por conta do feriado prolongado.

“Neste momento ela não tem nem uma cama que suporte o peso dela em casa. Não temos dinheiro para pagar cuidadoras, pois uma profissional apenas não dá conta de dar banho, trocar fralda, pois ela é muito pesada. Nossa esperança é que alguém se sensibilize com a nossa situação e nos ajude de alguma forma”, pediu Fábia.

Contato

Interessados em ajudar de alguma forma podem fazer contato através do número (19) 99856-1225 (falar com Fábia)

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Nove estados anunciam Lei Seca para domingo

Aneel mantém bandeira tarifária verde para outubro