A Comissão Anticovid da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Rio Claro apresentou esta semana um novo boletim que analisa várias situações desencadeadas pela doença como números de casos, ocupação de leitos e óbitos.

O que chama a atenção é a redução em todos os âmbitos avaliados no período. Destaque para a queda no número de óbitos, que chegou a 56% (veja tabela completa ao lado). Oito mortes foram confirmadas na semana avaliada. Uma semana antes foram 9. Esses números, se comparados a três semanas antes, são a metade.

Para Eduardo Kokubun, que coordena este estudo, essas quedas podem ser atribuídas a dois fatores: “O primeiro é sazonal da própria pandemia, que apresenta períodos de subida e descida. A segunda causa é a vacinação. Temos 18% de imunização completa. Temos ainda uma porcentagem da primeira dose em que já existe também uma proteção. Não é o suficiente para relaxarmos com os cuidados, mas nossos índices estão caindo bem. Neste momento a nossa faixa de risco é de alta para moderada”, diz o pesquisador.

Longe do ideal

“Para chegarmos a um estágio de retirarmos a máscara precisaríamos estar numa faixa perto de cinco novos casos no máximo por dia. Registramos ao longo desta semana uma média de 50 casos por dia”, Eduardo Kokubun.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias:

Veículo capota e deixa duas vítimas leves em Rio Claro

Cresce o número de brasileiros interessados em deixar o país

Vídeo mostra poeira em estrada rural da região