Erotikaland: parque erótico em Piracicaba divide opiniões entre políticos

275

Lucas Calore

Erotikaland, um parque de diversões erótico com investimento de R$ 80 milhões, está previsto para ser inaugurado em 2017 na região de Piracicaba. O projeto, idealizado por dois empresários, está dividindo opiniões e gerando discussão entre os políticos do município.

Imagem mostra ideia de como será o parque (Foto: Arte/Soft Love)
Imagem mostra ideia de como será o parque (Foto: Arte/Soft Love)

Matheus Erler, presidente da Câmara Municipal de Piracicaba, repudiou o “parque do sexo” durante uma sessão no último dia 14. Ele disse que a cidade ficará conhecida como “terra sem escrúpulos’. Ainda segundo o político, o empreendimento fere “a moral e os bons costumes”, e que irá defendê-los.

O parque

Os empresários de São Pedro (SP), Mauro Morata e Paulo Meirelles, estão envolvidos no projeto da Erotikaland. A ideia é contratar de 150 a 300 pessoas para trabalharem no local.

Entre as atrações, destacam-se uma roda gigante privê, restaurantes com pratos afrodisíacos, piscina de naturismo e motel, tudo dentro de uma área de 150 mil quadrados que ainda será definida. Segundo uma declaração de Morata ao G1, o local “terá regras”, apesar de o tema ser sexualidade.

Parque com conteúdo erótico deve ser inaugurado em 2017 (Foto: Ilustração/Lajur:)
Parque com conteúdo erótico deve ser inaugurado em 2017 (Foto: Ilustração/Lajur:)

Qual sua opinião? Deixe um comentário: