O museu fica na Avenida 2 com a Rua 7 e é tombado como patrimônio histórico

Divulgação

O museu fica na Avenida 2 com a Rua 7 e é tombado como patrimônio histórico
O museu fica na Avenida 2 com a Rua 7 e é tombado como patrimônio histórico

O prédio do Museu Histórico e Pedagógico Amador Bueno da Veiga, que passa por um processo detalhado de restauração, será equipado com um elevador que levará os visitantes até o segundo andar do edifício, seguindo preceito de acessibilidade que se exige de obras destinadas ao público.

Em visita ao local nesta quarta-feira, 16, acompanhado pela analista cultural da Secretaria Municipal de Cultura, Ilídia Faneco, e do diretor da empresa responsável pela obra, Antonio Sarasá, o prefeito Du Altimari destacou a importância daquele patrimônio histórico para a cultura rio-clarense. “A tristeza que tomou conta de todos nós, quando do episódio do incêndio deste museu, em 2010, converte-se agora em satisfação diante do excelente trabalho de restauração feito aqui”, avaliou. Segundo Altimari, “o elevador vai garantir que idosos e pessoas com deficiência circulem com segurança por todos os espaços do museu”. Os trabalhos de instalação do elevador deverão ser iniciados na próxima semana. Os equipamentos já estão no prédio.

Até recentemente, os serviços realizados no museu pela empresa Estúdio Sarasá, concentraram-se no tratamento dos caixilhos e batentes, colocação do forro interno e infraestrutura de iluminação. “Não é uma obra comum, tem suas peculiaridades, exige trabalho minucioso para preservar as características originais do prédio”, argumenta Sarasá.

O museu fica na Avenida 2 com a Rua 7 e é tombado como patrimônio histórico. A obra de restauração é acompanhada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que tem feito vistorias periódicas com o arquiteto Mauro Bondi.​

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias:

Saiba como denunciar assédio sexual sofrido no trabalho

Rio Claro vacina contra a Covid a partir das 7h30