Dona reencontra cachorro que desapareceu há três anos

1981

Há três anos Tor saiu de casa e nunca mais voltou. Mas felizmente, na última sexta-feira (9), Cristiane Aparecida da Silva trouxe seu cachorro de volta para o lar e para o convívio dos filhos.

“Ele chegou aqui quando tinha poucos dias de vida, tratamos ele desde bebezinho, dando mamadeira, muitas pessoas aqui da vizinhança acreditavam que ele não ia vingar, pois era muito novinho e muito pequeno, mas fizemos de tudo para tratá-lo da melhor maneira”, conta a moradora do bairro Jardim Maria Cristina.

Tor cresceu e começou a ficar um cachorro bem esperto e brincalhão, e o portão da casa da família não era completamente fechado, foi quando o aventureiro resolveu começar a dar umas voltas pelo bairro, mas, como era conhecido, amigos e colegas de Cristiane, quando sabiam que Tor estava fugido, acabavam avisando sobre o paradeiro.

“Ele começou a passar pelo portão, mas sempre voltava, teve um dia que saiu e não voltou mais, procuramos por muito lugares e durante muito tempo, não sabíamos o que tinha acontecido com ele, ficamos preocupados”, conta a dona do cachorro.

DO OUTRO LADO

Do outro lado dessa história está a equipe do Centro de Controle de Zoonoses da prefeitura municipal de Rio Claro.

“O Centro recebeu uma denúncia de que alguns cachorros que acompanhavam um senhor e ficavam em um terreno na região do Jardim São Paulo estariam atacando pessoas que passavam pelo local. Em uma ação conjunta com outros órgãos do poder público, fomos lá e a Zoonoses cuidou da situação dos animais. Todos foram levados e receberam os cuidados necessários”, conta Elaine Knothe, do CCZ.

Certo dia, um funcionário do Centro passeava com os animais pela região onde o prédio é situado e uma protetora reconheceu Tor.

“Essa protetora é minha amiga, frequenta minha casa, viu o Tor e veio me contar, disse que tinha certeza de que era ele e me passou todas as informações. Na quarta-feira (7), fomos até o local para ter certeza de que se tratava do meu Tor, que havia fugido há tanto tempo e nos reencontramos, nos olhamos nos olhos e no início ele pareceu um pouco assustado, mas me reconheceu”, conta Cristiane.

Elaine Knothe ressalta a importância do trabalho realizado. “Foi muito emocionante para nós podermos participar da história do reencontro de Cristiane e do Tor, que tinha um lar e estava perdido. O imóvel da proprietária precisou passar por algumas modificações para poder receber o animal de volta, mas tudo foi executado da maneira certa e desde sexta-feira (9) a família já está toda reunida novamente, Tor voltou para casa”, finaliza.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: