Rio Claro criou Plano de Contingência para as ações emergenciais da Defesa Civil. O documento estabelecendo procedimentos para atendimento de situações de risco foi assinado na sexta-feira (27) pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, e pelo secretário municipal de Segurança, Defesa Civil e Mobilidade Urbana, Marco Antonio Bellagamba. A cerimônia foi realizada no encerramento do segundo ciclo de atualização técnica da Defesa Civil. “Com essa iniciativa, acentuamos nosso foco na prevenção e organização, que são essenciais em situações de risco”, comenta o prefeito Juninho. Também participaram do evento o diretor de Defesa Civil de Rio Claro, Wagner Martins Araújo, o Primeiro Sargento PM Francisco Renato Gonçalves, do Corpo de Bombeiros, e o Primeiro Sargento EB Robinson Alexandre Boeck, instrutor do Tiro de Guerra de Rio Claro.

De acordo com o secretário de Segurança, Marco Antonio Bellagamba, estabelecer um plano de contingência é importante medida para o gerenciamento de riscos. “É uma ferramenta que certamente contribuirá para melhorar o atendimento da Defesa Civil à população”, enfatiza. “No ano passado, quando o atual governo assumiu a prefeitura, a Defesa Civil já havia ampliado o foco na área preventiva, com operações como a “De olho na queimada”, e nosso objetivo é avançar sempre mais”, acrescenta.

De acordo com o diretor da Defesa Civil de Rio Claro, Wagner Martins Araújo, o plano de contingência estabelece uma série de ações para os casos em que há riscos ocasionados principalmente por fenômenos naturais ou oriundos de ações ou omissões humanas, chamados de fenômenos tecnológicos. “Estamos redobrando esforços pelo gerenciamento de riscos e estudando outras medidas para serem incluídas na dinâmica de trabalho da Defesa Civil”, informa.

Curso

O ciclo de atualização técnica, encerrado no evento de sexta-feira, reuniu integrantes das defesas civis de Rio Claro e Santa Gertrudes, atiradores do Tiro de Guerra e profissionais do Instituto Florestal, e contou com a participação do Corpo de Bombeiros, Samu e entidades da iniciativa privada. Foram 70 horas de instrução abrangendo uma série de atividades teóricas e práticas, dentre as quais, oficina Preparatória para a Operação Estiagem, que será desencadeada a partir da terça-feira, 1º de maio, em todo o estado. O treinamento, que começou no dia 5 abril, incluiu ainda exercício simulado de combate a incêndio florestal.

Outros temas tratados no ciclo de atualização técnica foram legislação de Defesa Civil, procedimentos operacionais padrão, técnicas para resgate de vítimas em áreas de alagamento, combate a incêndios florestais, pronto socorrismo, eventos extremos, código ambiental, animais peçonhentos, climatologia, manutenção veicular e proteção de animais.