Daae intensifica a fiscalização contra as ligações ilícitas

69

Divulgação

O Daae pretende ampliar a fiscalização de ligações clandestinas de água. Antes disso, porém, fará uma campanha de esclarecimento à comunidade sobre as implicações e penalidades para quem for pego em situação irregular. O objetivo é diminuir as fraudes no sistema de distribuição de água – conhecidas como “gatos” e, desta forma, reduzir as perdas de água.

O rigor na fiscalização passará a ser adotado em setembro. Até lá, quem estiver com ligação de água clandestina em seu imóvel poderá regularizar sua situação com o Daae, pagando débitos sem juros e sem multas. Quem procurar a autarquia neste período também estará livre de responder a processo penal pelo furto de água.

Os consumidores interessados em aderir à campanha podem entrar em contato com o departamento até o dia 31 de agosto, no setor de atendimento ao público na Avenida 8-A, nº 360 – Cidade Nova, de segunda a sexta-feira, das 12 às 17 horas, ou pelo serviço de teleatendimento, através do telefone 3531-5200 (opção 1), de segunda a sábado das 7 às 19 horas.

Além da ligação irregular ou clandestina, popularmente conhecida como “gato”, que é feita diretamente na rede de água, entre as infrações mais comuns constatadas pelos fiscais do departamento estão corte ou violação do lacre, danificação da cúpula de medição (visor e engrenagens internas), hidrômetro danificado com prego ou arame para tentar reduzir leitura do consumo e a inversão do relógio de aferição.

As fraudes no hidrômetro (violação ou retirada do hidrômetro, interrupção do fluxo de água por objeto ou equipamento no cavalete), fornecimento de água a terceiros, religação de água cortada feita por conta própria e outras fraudes do gênero são punidas em Rio Claro com multa de, no mínimo, um salário mínimo.

DAAE

Geraldo Pereira, superintendente do Daae, falou ao Jornal da Manhã, da Rádio Excelsior Jovem Pan News, sobre o assunto. Clique no player abaixo para ouvir!

Qual sua opinião? Deixe um comentário: