O Tribunal de Contas do Estado considerou nesta semana irregular o contrato com dispensa de licitação fechado em maio do ano passado, durante o Governo Juninho, no valor de R$ 1 milhão para a aquisição de ventiladores pulmonares remanufaturados para aparelhar o Hospital de Campanha de combate à pandemia da Covid-19. A Corte, em publicação da decisão, determinou cópia da sentença para que o Ministério Público tome providências cabíveis.

O contrato foi fechado com a empresa Marcelo Antônio Correa ME, localizada na cidade de Sorocaba (SP). Foram fornecidos 11 aparelhos respiradores na época para a Prefeitura de Rio Claro. A decisão, publicada no Diário Oficial do Estado, foi proferida pelos conselheiros Antonio Roque Citadini, presidente e relator, Edgard Camargo Rodrigues e Sidney Estanislau Beraldo. O TCE também solicitou comunicação da decisão à Câmara Municipal e ao Poder Executivo.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Política:

JC traz pesquisa eleitoral e faz cobertura da votação