O mês de julho se encerrou com uma grande conquista para o Canil da Guarda Civil Municipal de Rio Claro. No dia 17 foi publicado no Diário Oficial o Decreto que regulamenta a divisão e traz normas e regras sobre o funcionamento, estrutura administrativa e operacional.

“Isso é algo que sonhávamos há muito tempo. Não se trata apenas de burocracia, mas sim de comprometimento com os nossos profissionais que atuam no Canil e também com os animais. Estabelecer o que é certo reflete diretamente no serviço prestado à sociedade e o nosso objetivo é sempre manter a alta produtividade e a excelência”, afirma Fernando Godoy, comandante da GCM.

Já para o chefe de núcleo do Canil, a aprovação da regulamentação mostra profissionalismo: “É um trabalho diferenciado e aqui é importante lembrar da necessidade de se preocupar com o bem-estar do animal. Porque não é um cachorro de casa. É um cachorro que passa por um trabalho, que por exemplo necessita de uma ração especial. Então pode entrar governo e sair governo que quem estiver no comando não poderá regredir diante do que está especificado no decreto”, pontua o GCM Rafael, que é formado em veterinária e há 12 anos atua na corporação e com os cães.

Localização

Atualmente o espaço do Canil fica dentro da sede da Guarda Civil Municipal, mas uma nova área já foi destinada para este fim. A apenas um quarteirão, na Rua 11 esquina da Avenida 23, será o espaço para treinamentos e também para abrigar a divisão: “Já temos uma planta e em breve iremos iniciar a construção. Tudo no padrão oficial como metragens dos boxes, água encanada, climatização, entre muitas outras situações”, explica o chefe de núcleo.

Trabalho

Dos oito cães da corporação, seis já estão aptos e saem às ruas em um trabalho de patrulhamento que pode durar no máximo seis horas. Os outros dois ainda passam por treinamentos.

As ocorrências atendidas são as mais diversas, porém são nos casos de tráfico que a equipe é mais solicitada: “O Canil foi um dos principais elementos na integração das forças de segurança. A equipe não atua somente para a GCM, mas presta também um importante serviço à Polícia Militar e à Polícia Civil. E isso não se resume apenas à cidade de Rio Claro, mas engloba toda a região, pois os nossos profissionais já foram solicitados a apoiar várias operações em outros municípios. Tudo isso eu vejo como um reconhecimento aos excelentes resultados apresentados. Quando existe comprometimento e o trabalho é desenvolvido de maneira séria, a referência é imediata”, ressalta Marco Antonio Bellagamba (secretário municipal de Segurança, Defesa Civil e Mobilidade Urbana e Sistema Viário).

Quando começou

A fundação do Canil da Guarda de Rio Claro data de 28 de janeiro de 2004.

Cinoterapia: Projeto Cão Doutor será desenvolvido pelo Canil

O ano de 2020 realmente será um marco na trajetória do Canil da Guarda Civil Municipal de Rio Claro. Além da regulamentação do trabalho divulgado no Diário Oficial e excelentes resultados na produtividade diária nas mais diversas ocorrências, uma novidade chega e traz expansão. O JC divulga em primeira mão que, tão logo a pandemia do novo coronavírus esteja controlada, irá se iniciar o Projeto Cão Doutor, um trabalho de Cinoterapia que irá beneficiar não só o município, mas também a região. A ação em um primeiro momento irá atender instituições com crianças e asilos e posteriormente hospitais. A dupla composta pelo GCM Rafael e o cão Holly, da raça Golden Retriever, fará visitas agendadas aos locais com objetivo educacional e terapêutico.

Mais em Segurança: