Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Folhapress

O Banco Central encerra nessa sexta-feira (15) a primeira fase do cronograma de pagamento do dinheiro esquecido nos bancos e instituições financeiras, que está sendo liberado por meio do Sistema Valores a Receber. O calendário vale para pessoas e empresas que ainda não fizeram a retirada.

A liberação dos valores é feita conforme o mês de aniversário do contribuinte ou de abertura da empresa. Nessa semana, nascidos após 1984 e empresas criadas a partir do mesmo ano conseguem realizar o saque do dinheiro.

No sábado (16), será a última repescagem do cronograma, quando os que não retiraram os seus valores ou de suas empresas na data prevista podem retornar para sacar.

Para solicitar os valores esquecidos, é preciso acessar o site do Sistema Valores a Receber de acordo com o calendário e realizar o login com a conta Gov.br, em nível prata ou ouro. É preciso seguir o passo a passo para a retirada dos valores.

VEJA O CALENDÁRIO DE SAQUE

Ano de nascimento – Dia em que poderá sacar
1984 a 1985 – 11 de abril
1986 a 1988 – 12 de abril
1989 a 1992 – 13 de abril
1993 a 1997 – 14 de abril
1988 em diante – 15 de abril

CONFIRA OS CINCO PASSOS PARA TRANSFERIR OS VALORES:

Passo 1 – Acesse o site valoresareceber.bcb.gov.br

O acesso ao site deve ser feito na data e horário informados anteriormente na consulta ao site.

Se ainda não souber o dia exato do resgate ou se perdeu a data, é possível fazer o resgate a qualquer momento

Passo 2 – Faça o login com sua conta gov.br

É preciso ter nível prata ou ouro no sistema para conseguir ter acesso ao dinheiro

Se ainda não possuir conta nesse nível, é preciso elevar a segurança por meio do site ou aplicativo

O cidadão não deve deixar essa atualização para o dia do resgate

Passo 3 – Leia o termo de responsabilidade

Para ter acesso ao dinheiro, é preciso ler o termo de responsabilidade e aceitá-lo

Passo 4 – É hora da consulta

O sistema do Banco Central vai mostrar:

os valores a receber;
as instituições que devem devolver o dinheiro;
o tipo dos valores;
informações adicionais, quando for o caso

Passo 5 – Clique em uma das opções que o sistema indicar:

“Solicitar por aqui” – significa que a instituição oferece a devolução do valor via Pix no prazo de até 12 dias úteis;

Selecione uma das chaves Pix e informe os dados pessoais;

Para pedir a transferência dos demais valores por meio de Pix, repita o procedimento de escolha da chave Pix;

Guarde o número de protocolo, caso seja preciso entrar em contato com a instituição;

“Solicitar via instituição” – significa que a instituição não oferece a devolução por Pix no prazo de até 12 dias úteis;

Neste caso, entre em contato pelo telefone ou email informado para combinar com o banco a forma de devolução do valor​;

Na tela de informações dos Valores a Receber, o cidadão deve consultar os canais de atendimento da instituição clicando no nome dela.

Após a repescagem do dia 16, o sistema passará duas semanas em reformulação para o início da segunda fase no dia 2 de maio, quando haverá a abertura para novas consultas.

VALORES LIBERADOS NA SEGUNDA FASE

Tarifas cobradas indevidamente, não previstas em Termos de Compromisso assinados pelo banco com o BC

Parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, não previstas em Termos de Compromisso assinados pelo banco com o BC

Contas de pagamento pré-paga e pós-paga encerradas com saldo disponível

Contas de registro mantidas por sociedades corretoras de títulos e valores mobiliários e por sociedades distribuidoras de títulos e valores mobiliários para registro de operações de clientes encerradas com saldo disponível

Entidades em liquidação extrajudicial

Recursos não recolhidos do FGC (Fundo Garantidor de Crédito)

Recursos não recolhidos do FGCoop (Fundo Garantidor de Crédito do Cooperativismo de Crédito)

Independentemente de ter recebido dinheiro ou não na primeira fase, os cidadãos podem consultar e ter quantias a serem recebidas na nova fase. “Mesmo quem já resgatou seus recursos e quem não tinha valores a receber na primeira etapa deve consultar novamente o sistema, pois os dados serão atualizados e pode haver recurso novo”, informa o banco.

Haverá uma mudança na logística de pagamento: já será possível realizar o saque no momento da primeira consulta, sem a necessidade de retornar ao site posteriomente. O Banco Central ainda não deu informações sobre como deverá ser o saque dos herdeiros.

Segundo o órgão, até a última quarta-feira (5), 3,3 milhões de pessoas físicas e 15,8 mil pessoas jurídicas solicitaram o resgate dos valores a receber, totalizando R$ 295,3 milhões. Os saques de pessoas físicas corresponderam a 96% dos valores devolvidos até o momento.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.