Brasileiro troca futebol por musculação, aponta pesquisa do Ministério da Saúde

81

Sidney Navas

Pesquisa do governo federal revela que o brasileiro prefere a musculação
Pesquisa do governo federal revela que o brasileiro prefere a musculação

Entre as práticas esportivas mais comuns no país, o futebol vem perdendo espaço para a musculação. Pelo menos é o que diz uma pesquisa inédita feita pelo Ministério da Saúde, cujos dados revelam que a prática de exercícios em academias foi a que mais cresceu no Brasil, inclusive entre os homens, deixando para trás a paixão nacional: o futebol.

A pesquisa diz também que o brasileiro tem se exercitado mais e aponta que hoje 33,8% da população pratica atividade física regularmente, um crescimento de 12,6% nos últimos cinco anos. Os dados inéditos, do estudo Vigitel 2013, indicam uma mudança no comportamento da população adulta.

Por isso, a musculação tem ganhado cada vez mais adeptos, enquanto o futebol reduz a participação na rotina da população. O percentual de entrevistados que disseram praticar musculação cresceu 50% entre 2006 e 2013, enquanto o índice dos que jogam bola caiu 28% no período. Segundo a pesquisa, 18,97% dos adultos hoje optam pelas academias, contra 14,87% que dizem praticar futebol.

O professor de uma acadêmia de ginástica em Rio Claro, Rodrigo Degli Esposti, comenta que nesta época do ano a procura pela musculação já é uma tendência natural. “Todos querem ficar em forma para o verão”, explica ele. O professor ressalta ainda que a musculação é um exercício anaeróbico. Os exercícios trabalham diversos grupos musculares durante um determinado e constante período de tempo, de forma contínua e ritmada. “O treino anaeróbico melhora significativamente o funcionamento do coração, pulmões e todo o sistema cardiovascular, contribuindo para uma entrega de oxigênio mais rápida por todo o nosso corpo”, lembra o professor.

CUIDADOS

Entretanto, ele observa que é preciso o acompanhamento de um especialista. Segundo ele, o recomendável é iniciar a musculação a partir dos 18 anos. “Antes disso, o indivíduo está em fase de crescimento e, se os exercícios não forem bem aplicados, podem atrapalhar seu desenvolvimento. David Contato prefere aliar a musculação com as partidas de futebol aos finais de semana. “O importante é se mexer e não ficar parado. Tenho uma boa alimentação e hábitos saudáveis para atingir os meus objetivos”, completa o estudante.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: