Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) de Rio Claro informa que, devido ao grande volume de chuvas desse domingo (10), foi necessário diminuir, na manhã dessa segunda-feira (11), para 40% a operacionalidade da Estação de Tratamento de Água (ETA 2), em razão do aumento na turbidez da água do rio Corumbataí, que apresenta maior concentração de matéria orgânica e barro no momento.

A ETA 2 fica na estrada que liga o Distrito Industrial ao distrito de Ajapi e é responsável por 60% do abastecimento de água de Rio Claro. Os outros 40% são abastecidos pela ETA 1, no bairro Cidade Nova, que capta água do Ribeirão Claro e continua funcionando normalmente.

Segundo funcionários do setor de operação da ETA, essa ação ocorre como medida preventiva para manter a qualidade da água e é costumeiramente utilizada nesse tipo de situação em várias cidades, porém, resulta na diminuição da pressão no fornecimento para os bairros abastecidos pela ETA 2.

“Pedimos a compreensão da população nesse momento, mas é preferível diminuirmos a capacidade de operação da ETA 2 para prezarmos pela qualidade da água fornecida”, ressalta o superintendente do Daae, Osmar da Silva Junior.

Ainda segundo a autarquia, o rio Corumbataí está sendo monitorado e a previsão de melhora da situação é para o final dessa segunda-feira (10), já que há previsão de chuva para hoje e a turbidez dos rios está relacionada a essa situação.

A ação pode ocasionar na baixa pressão ou interrupção temporária no fornecimento de água no distrito de Ajapi e nos bairros: Mãe Preta, Grande Cervezão, Santana, Alto do Santana, Jardim das Nações 1 e 2, Distrito Industrial, Vila Industrial, Arco-íris, Alan Grey, Vila Verde, Vila Nova, Vila Martins, Vila Olinda, Jd. Floridiana, Jd. América, Jd. Progresso 1 e 2, Jd. Guanabara, Jd. das Palmeiras Jd. das Flores, Jd. Bonsucesso, Jd. Village, Jd. Panorama, Jd. Maria Cristina, Jd. Cidade Azul, Jd. Azul, Jd. Boa Vista, Jd. Paulista 2, Jd. Centenário, Jd. Nova Rio Claro, Jd. Bandeirantes, Jd. Primavera, Jd. Portugal, Jd. Brasília, Jd. Karan, Jd. Figueira, Jd. Ipê, Jd. São Paulo, Jd. São João, Jd. Wenzel, Novo Wenzel, São Miguel, Santa Maria, Santa Elisa, Terra Nova, Recanto Paraíso, São Caetano, Pq. Universitário, Pq. São Jorge, Parque Residencial, Ipanema, Chácara Rupiara, Matheus Manieiro, BNH, Bom Retiro, Condomínio Residencial São Paulo Home, Residencial Florença, Residencial Regina Picelli, Águas Claras, Paineiras, Santa Clara 1 e 2 e Benjamin de Castro.

Conforme o abastecimento vai sendo retomado gradativamente nos bairros, serão realizadas descargas na rede, mas mesmo assim, pode haver casos pontuais de cor escura na água, que devem ser relatados à Central de Atendimento do Daae pelo telefone 0800-505-5200, que funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive feriados, e atende ligações de telefones fixos e celulares.

Os casos pontuais de cor escura na água se devem ao fato de, com a paralisação temporária do fornecimento de água, acaba ocasionando a despressurização da rede e isso faz com que as incrustações que estão na parede da tubulação se soltem. Ao retomar o abastecimento, a pressão da água acaba deslocando estas incrustações na rede.

O Daae informa ainda que ao restabelecer o abastecimento há um aumento temporário na pressão em alguns pontos da rede, o que pode deixar a água com um aspecto “esbranquiçado”. Neste caso, a água está com microbolhas, por conta dessa pressão. Tanto que ao colocar essa água em um recipiente, em segundos ela fica com seu aspecto normal e pode ser consumida normalmente.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.