Artesp diz que 47 linhas estão em edital de concessão

130

Antonio Archangelo

O município de Rio Claro está incluído na Área de Operação 1, que tem 104 municípios e receberá investimento de R$ 93,3 milhões
O município de Rio Claro está incluído na Área de Operação 1, que tem 104 municípios e receberá investimento de R$ 93,3 milhões

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) confirmou no dia 27 ao Jornal Cidade que 47 linhas intermunicipais de Rio Claro estão inseridas no lote de concessão cujo edital foi publicado no dia 24 de junho. Atualmente exploram as linhas doze viações, entre elas: Itamarati, Piracicaba-Limeira, Osastur, Guerino Seiscento, Cometa, Danúbio Azul, Cruz, Reunidas, VB, Prata e ViaSol. De acordo com a assessoria da Artesp, “após a assinatura do contrato, a empresa ou consórcio vencedor tem 90 dias para começar a operar o sistema – nesse período poderá atuar em conjunto com as empresas que operam atualmente o sistema. Depois, por mais 90 dias, a empresa vencedora irá operar no sistema atual. Posteriormente, tem 180 dias para implantar gradativamente o sistema previsto no edital de concessão”, afirma.

O município de Rio Claro está incluído na Área de Operação 1, que tem 104 municípios. O investimento previsto para a Área de Operação 1 é de R$ 93,3 milhões. Não há valor por município, uma vez que o contrato estabelece os investimentos no sistema da área de operação”, explicou a agência. “O novo modelo de gestão e prestação de serviços de transporte intermunicipal de passageiros trará inúmeros benefícios para os usuários. Todas as linhas atuais serão mantidas. A frota de ônibus será renovada ao longo da nova concessão. Os novos ônibus terão wi-fi gratuito onde houver sinal de internet nas rodovias. Haverá ar condicionado nos ônibus que fazem percurso de longa distância. O atendimento dos passageiros nos terminais será automatizado mais rapidamente para todas as linhas. Com todas essas novidades, é importante destacar que o preço das tarifas não será impactado. As inovações não provocarão elevação do custo das passagens. São muitos os benefícios que toda população poderá usufruir com o novo modelo. Além disso, durante a escolha dos vencedores da concessão, não haverá problemas com a diminuição dos serviços”.

Reclamações

Pelo menos desde 2011 usuários do transporte intermunicipal reclamam dos serviços prestados pelas empresas que exploram a região de Rio Claro. Em maio deste ano, uma operação da Artesp apreendeu 11 veículos que eram utilizados na prática ilegal de transporte intermunicipal, já que muitos usuários buscavam alternativas de transporte devido a reclamações. Na ação, foram fiscalizados 72 carros.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: