Após acidente de trânsito, égua fica ferida no Jardim Parque Residencial

125

Laura Tesseti

Uma égua foi encontrada por moradores do bairro Jardim Parque Residencial machucada, na manhã da última sexta-feira (17). O animal, que parecia estar bastante abatido e magro, foi atingido por um motociclista por volta das 5 horas da manhã, na Avenida Brasil, segundo informações de populares.

O motociclista chegou a cair ao chão, devido ao impacto da batida, mas levantou-se e seguiu com seu veículo.

Uma equipe de veterinários do Centro de Controle de Zoonoses da FMS cuidou do ferimento do animal ainda no local
Uma equipe de veterinários do Centro de Controle de Zoonoses da FMS cuidou do ferimento do animal ainda no local

A Prefeitura Municipal de Rio Claro foi acionada e, por volta das 9h30, uma equipe de veterinários chegou ao local para cuidar do ferimento, localizado na região do peito do animal.

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, o animal recebeu atendimento da equipe de veterinários do Centro de Controle de Zoonoses da Fundação Municipal de Saúde por solicitação da Diretoria de Defesa Animal da Sepladema.

Uma sutura foi feita no corte. A égua foi transferida pela Sepladema para uma propriedade com pasto e terá o acompanhamento do Zoonoses. O proprietário não foi identificado.

Moradores e comerciantes acompanharam o trabalho dos profissionais, pois ficaram sensibilizados com a situação do animal, que, mesmo estando machucado e tendo a ferida suturada, permaneceu calmo e permitiu a ação dos veterinários.

Cavalo

Outro caso envolvendo mais um animal de grande porte, desta vez um cavalo, aconteceu no bairro Boa Vista.

O cavalo estava amarrado a uma árvore e acabou se enroscando na corda e caindo em um córrego. Infelizmente o animal morreu afogado.

Moradores do bairro ficaram comovidos e revoltados com a situação, pois, com o passar dos dias, o corpo do cavalo já entrava em estado de decomposição. Diversas solicitações foram feitas e o animal acabou sendo enterrado no local.

Solicitações

Em situações como essas, a população pode solicitar providências à Diretoria de Defesa Animal através do telefone 3522-1997, Serviço 156 ou realizar o contato com a Polícia Ambiental pelo número 3524-2339.

Segundo a prefeitura, é sempre importante que os moradores da região, onde os fatos ocorrem, colaborem ajudando na localização do proprietário do animal.

2 COMENTÁRIOS

  1. Acho que vcs do jornal precisam dar melhor as informações…. Ali quem compareceu foi 01 veterinária Livia Prado e sua equipe da zoonoses com Júlia de Castro e demais….Alias excelente profissionais nessa área…. Gracas a equipe da Dra. Lívia a egua encontra-se em otimo estado….PARABENS A EQUIPE DRA. Lívia ……e continuem assim…SEMPRE AJUDANDO OS NOSSOS ANIMAIS COM MTO CARINHO E AMOR!!!!!!!

Qual sua opinião? Deixe um comentário: