Apagão analógico atingirá Rio Claro em 2017

446

Antonio Archangelo

A Comissão de Ciência do Senado realizou audiência pública para debater a migração da TV digital. Na foto, Rodrigo Zerbone (Anatel)
A Comissão de Ciência do Senado realizou audiência pública para debater a migração da TV digital. Na foto, Rodrigo Zerbone (Anatel)

Se o cronograma divulgado pelo Ministério das Comunicações, divulgado nessa quinta-feira (28), for seguido, no dia 27/09/2017 o município será atingido pelo chamado “apagão analógico”. Depois deste dia, quem não tiver um televisor apto a receber sinal digital não terá acesso à TV Aberta na região.

A lista complementar de municípios onde haverá desligamento dos sinais analógicos de televisão ao longo de 2017 finaliza a lista de janeiro, especificando as cidades que compõem as grandes regiões metropolitanas afetadas.

Dos 347 municípios listados na Portaria 1.714/16, a maior parte (196) fica em São Paulo, nas regiões metropolitanas da capital e de Campinas, Franca, Ribeirão Preto, Santos, além do Vale do Paraíba. A lista inclui ainda as grandes regiões do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória, Salvador, Recife, Fortaleza, Juazeiro do Norte, Sobral e Goiânia.

Região

Além de Rio Claro, ficarão sem acesso ao sinal analógico as cidades de Águas de São Pedro, Araras, Americana, Campinas, Charqueada, Conchal, Cordeirópolis, Ipeúna, Leme, Limeira, Piracicaba e Santa Gertrudes.

Até o final de 2014, 23,1% dos domicílios brasileiros com aparelho de TV não estavam preparados para o desligamento dos sinais analógicos de TV, de acordo com os critérios adotados pela EAD – Entidade Administradora da Digitalização, que considera inaptas à recepção as residências que não tenham nenhum televisor capaz de receber o sinal digital ou uma modalidade alternativa de acesso à programação de TV (a TV por assinatura ou a recepção satelital). É o equivalente a 15,1 milhões de domicílios.

Os dados estão presentes no suplemento do PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) sobre Tecnologias da Informação e Comunicação. Em junho de 2014, o ministério definiu o cronograma de desligamento da TV analógica.

Este cronograma escolheu Rio Verde (GO) para o teste inicial. Para o desligamento do sinal UHF e VHF era necessário que ao menos 93% dos lares não ficassem sem a possibilidade de assistir à TV.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: