Primeiro mutirão contra a dengue do ano percorre mais de 3.200 imóveis em Rio Claro

Divulgação

Agentes do Centro de Controle de Zoonoses, da Fundação de Saúde de Rio Claro, realizarão trabalho de combate ao mosquito Aedes aegypti neste sábado (29), a partir das 8 horas, nos bairros Bom Retiro I e II, Bonsucesso, Novo Wenzel e Santa Elisa.

O mutirão de combate ao Aedes aegypti contará com o apoio da equipe do caminhão cata-bagulho, da Secretaria de Meio Ambiente, que irá recolher entulhos, pneus velhos, garrafas, entre outros potenciais criadouros do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.
Boletim divulgado nesta sexta-feira (28) pela Vigilância Epidemiológica de Rio Claro mostra quadro inalterado no número de casos de dengue e chikungunya registrados em Rio Claro. Ao todo são nove casos confirmados de dengue no município desde o início do ano e três casos de chikungunya. Nenhum caso de zika vírus foi registrado.

A Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro ressalta a importância de todos fazerem a sua parte no combate ao mosquito. Entre as principais recomendações estão manter bem tampados caixas, tonéis e barris de água; colocar o lixo em sacos plásticos e manter a lixeira sempre bem fechada; não jogar lixo em terrenos baldios; garrafas de vidro ou plástico, se guardadas, devem ser mantidas sempre com a boca para baixo; e não deixar a água da chuva acumular sobre a laje ou em calhas entupidas. Os pratinhos ou vasos de plantas devem ser preenchidos com areia até a borda e, em casos de armazenamento de pneus velhos em casa, toda a água deve ser retirada e os pneus mantidos em locais cobertos, protegidos da chuva. Frequentemente é necessário limpar as calhas, evitando que galhos e folhas possam impedir a passagem da água e os recipientes utilizados para guardar água, pelo menos uma vez por semana devem ser lavados com água e sabão.