Zona sul tem ‘boom’ de crescimento

84

Ednéia Silva

Rio Claro está crescendo e esse crescimento concentra investimentos na zona sul da cidade. São vários empreendimentos imobiliários, escolas, unidades de saúde, praças, ciclovia, academias ao ar livre, pavimentação, enfim várias obras e projetos já concluídos ou em andamento. Tem ainda a transferência das oficinas de vagões para o Jardim Guanabara II. Enfim, a região sul de Rio Claro foi a que mais cresceu nos últimos anos, como aconteceu na década de 1980 com o desenvolvimento da zona norte, onde se localiza o Grande Cervezão.

Ao se falar dos investimentos na zona sul não se pode deixar de fora a construção do complexo educacional, inaugurado em 2011, uma das mais importantes obras na área de educação no município com investimento da ordem de R$ 13,6 milhões. A obra agregou valor ao bairro e atraiu novos investimentos.

Empreendimentos imobiliários, ponte nova e complexo educacional são destaque na região
Empreendimentos imobiliários, ponte nova e complexo educacional são destaque na região

Em entrevista à Rádio Excelsior Jovem Pan, o prefeito Du Altimari lembrou que, quando assumiu a prefeitura em 2009, o bairro Terra Nova era conhecido como “Parque dos Monstros”. Hoje, após os investimentos realizados, a região se desenvolveu. O bairro ganhou asfalto, calçadas, posto de saúde e uma ponte que o liga ao Jardim Novo. Essa ponte, inclusive, é uma das três do município construída em alvenaria. As outras duas estão em Itapé e Poço Fundo.

O prefeito também citou que o Terra Nova está recebendo vários empreendimentos imobiliários. No total, estão em construção cerca de 4.000 casas e apartamentos. Desses, 2.096 em projetos da prefeitura e o restante de empresas particulares. Somente do poder público, o investimento ultrapassa R$ 200 milhões, o maior da história da cidade. São R$ 158,6 milhões do governo federal, através do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, e R$ 41,3 milhões do governo estadual por meio do ‘Casa Paulista’.

Além das casas e apartamentos, o projeto prevê a construção de vários equipamentos públicos, como escolas, unidades de saúde, praças, ciclovia, academias ao ar livre e até mesmo um Cras (Centro de Referência de Assistência Social).

Du Altimari comentou ainda que a prefeitura tem projeto em andamento na Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) para a construção de uma passagem de nível na região, o que iria desafogar o trânsito no trevo que liga a Avenida Tancredo Neves à Avenida dos Costas. O projeto prevê a construção de uma avenida em direção à Rodovia Washington Luís e de lá se ligando à futura Avenida Paulista, completando o Anel Viário da cidade.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: