VÍDEO: Carol Gomes, a vereadora mais jovem da história de Rio Claro

523

Vivian Guilherme

Carol Gomes completou 26 anos no mesmo dia em que foi confirmada sua eleição como vereadora de Rio Claro para o mandato de 2017. Apesar de jovem, o currículo de Carol é mais extenso que o de muitos políticos experientes.

>>> Confira vídeo com entrevista abaixo!

Nascida em Rio Claro, no bairro Santa Cruz, a vereadora já havia participado do pleito em 2012. No PSDB está filiada há quase um ano, tendo passado pelo PCdoB, PMDB e PSL. Carol contou ao JC que nunca ocupou cargo público e que como ofício é proprietária de uma clínica de reabilitação e é fundadora da ONG Associação Juventude Ativa (AJA).

Há alguns anos Carol desenvolve o projeto ‘Crack só se for de bola’, que leva às escolas palestras para a prevenção ao uso de drogas. “Essa vai ser minha maior bandeira dentro do Legislativo: a pauta contra as drogas. Sabemos que para colocar a prevenção às drogas têm que ter cultura, esporte e educação, essas serão minhas prioridades e as minhas maiores bandeiras.”

Sobre o espaço das mulheres na política, Carol lamentou o fato de apenas duas mulheres terem sido eleitas. “É preciso lutar para ampliar o espaço da mulher na vida pública, tanto no Legislativo, quanto Executivo e nas instituições partidárias.”

Questionada sobre como será sua atuação em relação ao novo prefeito, ela afirmou que Juninho, além de seu prefeito, é seu amigo. “É uma pessoa que admiro e respeito pela humildade e coração nobre. Tenho certeza de que ele aprovará os projetos que forem para benefício coletivo, trazendo novamente o progresso a RC”, completou a vereadora eleita.

Mulheres

“Infelizmente o espaço da mulher na política ainda é mínimo, apenas duas mulheres foram eleitas”, disse.

Nome: Carol Gomes Ferreira

Partido: PSDB

Coligação: nenhuma

Votação: 1.204

% Válida: 1,22%

1º Mandato

4 COMENTÁRIOS

  1. A falta de ideologia da fica nítida quando se vê que do PCdoB foi parar no coxinha PSDB. É Rio Claro, cidade mais retrógrada que você é difícil de encontrar…

    • Sim, ela foi do PCdoB e não se orgulha disso. Errado seria se escondesse seu passado como outros fazem. Foi para o PSDB por encontrar maior espaço lá e assim poder garantir o espaço da Mulher na política de Rio Claro.

  2. Pro Marques Simens, a vereadora ter pertencido ao retrógrado, arcaico, ideologicamente totalitário PC do B, uma das siglas mais obscuras…..é um grande pecado, só se for pra ele…eu vejo de outra forma, a ficha dela caiu, como a minha também, fui militonto petista….

Qual sua opinião? Deixe um comentário: