João Arenna

O assunto sobre o qual falaremos é de suma importância para todos, pois impacta diretamente nosso dia a dia.

Trata-se de um setor que tem uma grande relevância na economia, afinal, suas variações envolvem o abastecimento de uma ampla cadeia, que termina com a manutenção de nossa subsistência básica.

Estamos falando do setor de Agronegócios, que felizmente tem previsões positivas para 2021, conforme parecer técnico da SNA – Sociedade Nacional de Agricultura.

No podcast de hoje, recebo o Sr. HENRIQUE FERNANDES, DIRETOR DE OPERAÇÕES DA DE HEUS BRASIL NUTRIÇÃO ANIMAL, para nos falar sobre as expectativas para o Agronegócio em 2021.

O grupo ROYAL DE HEUS é uma organização internacional com uma posição de liderança na indústria de nutrição animal. Fundada em 1911, na Holanda, a empresa vem investindo em inovações tecnológicas e soluções nutricionais, tornando-se um grupo empresarial com expertise em nutrição animal, presente em mais de 75 países e empregando mais de 5.000 pessoas e está presente em Rio Claro por meio de 2 unidades fabris, conforme comenta seu diretor.

No domingo, 14 de fevereiro, na minha Coluna de Negócios Teoria e Prática, no Jornal Cidade, o Sr. Henrique respondeu à primeira pergunta:

– Em sua opinião, como será o mercado de nutrição animal no universo do Agronegócio em 2021?

O mercado do agronegócio em 2021 vai continuar sendo um mercado muito competitivo e muito pressionado por eficiência em função dos aumentos de custos dos insumos, tanto na agricultura quanto na pecuária. E aí, falando mais da pecuária, a nutrição animal corresponde em torno de 70% a 80% do custo da produção e isso pressiona muito os nossos produtores rurais a continuar a manter o seu trabalho para aumentar a eficiência da sua produção, porque com essa representatividade aí, da nutrição animal, isso faz com que não haja espaço para amadorismos nesse sentido. Cada dia mais, o produtor rural tem que ser profissional para tratar o seu negócio como uma empresa como outra qualquer, que tem que dar lucro no final do mês ou no final do ano fiscal e, dentro disso, há o emprego de tecnologias dentro da nutrição animal, para poder exatamente trazer essa produtividade mais alta que o negócio exige.

As observações do Sr. Henrique reforçam a necessidade de os empresários focarem em eficiência e redução de custos para que seja possível, não apenas sua manutenção no mercado, como também para a busca de desenvolvimento e crescimento do setor.

Agradeço a gentileza e participação do Sr. HENRIQUE FERNANDES, DIRETOR DE OPERAÇÕES DA DE HEUS BRASIL NUTRIÇÃO ANIMAL na minha coluna e aproveito para desejar a ele e à empresa muito sucesso em seus novos projetos!

Caro leitor e leitora, gostou da informação?

Quer entender um pouco mais sobre as expectativas do Agronegócio sob a ótica da DE HEUS?

Para ouvir as três respostas oferecidas pelo Sr. Henrique, basta acessar o complemento dessa entrevista no Instagram da Arenna Cursos Online|@arennacursosonline.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Rio Claro tem três novos casos de dengue

Daae orienta sobre decreto que multa por desperdício de água