Missão DART da NASA se prepara para colisão de asteroides Steve Gribben/Johns Hopkins APL/NASA

Folhapress/ Jéssica Alves

 Telescópios da Terra capturaram o momento histórico em que a espaçonave DART da NASA colidiu com um asteroide, na noite de segunda-feira (26). Em uma etapa crucial da missão, o veículo da agência espacial dos Estados Unidos colidiu (de propósito) em um asteroide a 22.000 km/h.

Lançada em novembro de 2021, a missão terminou após 10 meses. A espaçonave suicida teve como alvo o asteroide Dimorphos, e foi o primeiro teste real de defesa planetária da história.

O objetivo é coletar dados que possam ajudar os cientistas a desviarem eventuais ameaças contra à Terra no futuro. A missão foi transmitida ao vivo.

Vídeos postados nas redes sociais mostram o momento do impacto, capturado por telescópios localizados no Havaí e na África do Sul.

O telescópio ATLAS, que fica em Honolulu, Havaí, mostra o asteroide como uma bola de luz em movimento e uma nuvem de material ejetado, emitida quando a espaçonave atinge o alvo.

A cena foi capturada de forma semelhante por um dos telescópios do Observatório Las Cumbres na África do Sul, que divulgou as imagens.

As imagens da colisão também foram divulgadas pela Nasa, registradas pela câmera Draco (Didymos Reconnaissance and Asteroid Camera for Optical Navigation), que estava a bordo da nave e também foi destruída.

Nelas, podemos ver a superfície do asteroide, com suas rochas e texturas, em detalhes.

E mais imagens devem ser divulgadas pela Nasa nas próximas dias, registradas por um pequeno satélite italiano LICIACube, que viajou como passageiro da nave e se separou dela na última semana, ficando a uma distância segura do impacto.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Alerta: homem morre vítima de Covid em Rio Claro

10º Baep realiza treinamento de ‘atirador designado’

Refis: emenda ‘bloqueia’ empresas por três anos