Prefeitura envia à Fundação de Saúde R$ 1 milhão repassado pela Câmara

226

Divulgação 

A Fundação Municipal de Saúde recebe nesta sexta-feira (14) recursos da ordem de R$ 1 milhão que serão utilizados no pagamento das primeiras parcelas para a implantação das “Carretas da Saúde”.

O dinheiro está sendo repassado pela prefeitura, conforme compromisso assumido pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, no final do mês passado, quando o presidente da Câmara de Vereadores, André Godoy, anunciou a antecipação da devolução de R$ 1 milhão à prefeitura com a recomendação de que esse valor fosse investido no programa “Mais Saúde”.

“O prefeito Juninho demonstra uma vez mais a seriedade da sua gestão ao priorizar a saúde, e a Câmara de Vereadores se sente gratificada em poder colaborar com um programa como este, que vai beneficiar milhares de pessoas”, afirma André Godoy, ressaltando que “é um novo modelo de gestão que, tanto no Legislativo como no Executivo, prima pela economia e transparência”.

As carretas trarão para Rio Claro consultórios e ambulatórios que serão instalados no Espaço Livre Centro. “Em mais 10 dias deverão estar prontas todas as adequações na infraestrutura das redes de água, esgoto e energia elétrica, e em agosto iniciaremos a orientação ao público para os atendimentos que começarão em setembro”, informa o secretário municipal de Saúde, Djair Francisco.

O objetivo é reduzir a fila de espera por consultas, exames e pequenas cirurgias, hoje estimada em 37 mil procedimentos. “A população não pode mais continuar sofrendo com a falta destes serviços”, ressalta o prefeito Juninho.

A quantia de R$ 1 milhão será colocada numa conta bancária exclusiva do Mais Saúde. De acordo com a Fundação de Saúde, será paga agora a primeira parcela para a Associação Beneficente Ebenézer, que administra o Projeto Cies Global (Centro de Integração de Educação e Saúde), responsável pela implantação dos serviços de saúde no Espaço Livre. Daqui a 15 dias, uma segunda parcela será quitada, cada uma no valor de R$ 340 mil.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: