Saiba como proceder em acidentes com animais peçonhentos

290

A Secretaria de Estado da Saúde reforça a orientação à população para que. em caso de acidentes com animais peçonhentos, procure-se o serviço de saúde mais próximo para que possa receber o tratamento o mais rápido possível. Além disso, outras medidas podem auxiliar, como higienizar o local com água e sabão e aplicar compressa morna.

Por fim, se possível, tente capturar o animal e levá-lo ao serviço de saúde. O procedimento, porém, deve ser feito com segurança e só feito se não demandar muito tempo, já que a prioridade é o atendimento médico urgente.

Mas atenção: essas medidas são recomendadas para adolescentes e adultos. Para as crianças de até 10 anos, a orientação é levá-las imediatamente para o serviço de saúde.

Acidente com escorpião, o que fazer?

– Limpe o local com água e sabão;

– Aplique compressa morna no local;

– Procure o serviço de saúde mais próximo para que possa receber o tratamento o mais rápido possível;

O que não fazer?

– Não faça torniquete ou garrote, também não fure, corte, nem queime ou esprema o local da picada;

– Não aplique qualquer tipo de substância sobre o local da picada (álcool, querosene, fumo, ervas, pó de café, terra), nem faça curativos que fechem o local, pois isso pode favorecer a ocorrência de infecções;

– Não use bebida alcoólica ou qualquer outra substância com intuito de tirar a dor, pois, além de não agir contra o veneno, ainda poderá causar complicações no quadro clínico;

– Não coloque gelo ou água fria no local da picada, pois acentua a dor.

O Instituto Butantan, vinculado à Secretaria de Estado da Saúde e que desenvolve pesquisas com animais peçonhentos, também reforça que o mais importante é procurar socorro médico.

O uso de pomadas no local não é recomendado, pois pode alterar a cor da pele, além de não impedir a penetração do veneno. Assim como nos acidentes ofídicos, deve-se lembrar que torniquete, incisão e sucção no local da picada são prejudiciais.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: