O sistema de saúde de Rio Claro está atendendo acima de sua capacidade. Com novo recorde de internações por Covid, o município ultrapassou nesta quinta-feira (10) a média limite de 100% da ocupação de leitos, incluindo hospitais públicos e particulares. 

No hospital do Cervezão, o percentual de ocupação é de 124%, sendo 115% de UTI e 131% de enfermaria. O município tem total de 181 pessoas hospitalizadas, sendo que o recorde anterior havia sido registrado em 29 de março, com 180 pacientes. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, as redes pública e privada estão sobrecarregadas e a única maneira de reverter a situação é reduzir a taxa de transmissão do vírus. O que depende fundamentalmente do comportamento da população.

Sem a adoção massiva das medidas de prevenção, o vírus continua sendo transmitido e acometendo pessoas, levando ao aumento nas internações e óbitos. Das 181 pessoas hospitalizadas, 76 estão em UTI, cinco a mais do que na quarta-feira (9). E mais uma vida foi perdida nesta pandemia. Uma idosa é a mais recente vítima em Rio Claro.

O número de casos aumentou em 134 e agora o município totaliza 15.460 casos de Covid. Há 711 pessoas em isolamento domiciliar.

Diante deste cenário, a Secretaria de Saúde reforça mais uma vez o apelo para que as pessoas utilizem máscara, higienizem corretamente as mãos e, principalmente, evitem aglomerações. A medida em que os índices de isolamento social caem no município, o número de novas infecções pelo coronavírus cresce e, consequentemente mais pessoas precisam ser internadas. As autoridades de saúde alertam que os recursos necessários para atender a população estão cada vez mais escassos e que cada cidadão deve fazer a sua parte para preservar a sua saúde e a de quem está ao redor.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.